A abrir a hostilidades do segundo dia no palco NOS, Celeste Epifhany Waite. Cantora norte-americana a viver em Inglaterra, cuja sua aparição nos meandros do jazz, R&B, soul (é dificil categorizar), data de 2014 altura em que a cantautora era bastante jovem (a sua idade atual é 28 anos!). Entre 2019 e 2021 teve uma série de nomeações em vários prémios de música britânicos (nos Brit Awards, p.ex.), entre singles e EP´s incluindo o seu primeiro álbum “Not Your Muse”, de 2021. Uma jovem senhora dotada de uma voz incrivelmente arrepiante, onde a rouquidão adocicada fez estremecer todo o nosso sistema limbico desde o primeiro segundo da respiração que antecipa a primeira nota vocal!

Aurea meio sofrida, com uma maquilhagem expressiva carregada de dor. Pestanas coladas em lágrimas, na profundeza do soul americano.

E a música é isto. Ao 4º tema Celeste desce do palco e aproxima-se do público e canta como um anjo em sofrimento. Enche os olhos de lágrimas e de mágoa, séria, triste, compenetrada com o público, com ela, com a vida. E as lágrimas vão caindo, em mim, naquele rapaz ao meu lado, naquela rapariga que sorri em cumplicidade com o namorado. E é isto a música, emoção.

+ fotos na galeria NOS Alive’22 dia 7Jul Celeste

Quem sai aos seus não degenera! Nunca este provérbio fez tanto sentido. Elijah Hewson, é o vocalista da banda rock irlandesa Inhaler e é filho do músico Bono Vox. A natureza foi bastante generosa e deu ao moço as qualidades físicas do pai, a voz (timbre muito aproximado), o corpo, o traço fino do perfil do rosto e a rebeldia roqueira.

Mas o sucesso da banda não se deve somente ao seu frontman, todos os restantes moços estão bastante alinhados com a promoção que se sente já a acontecer. É bom que aproveitem alguma da herança dos riffs das guitarras, mas é conveniente que trabalhem para se manterem na contemporaneidade. Os três acordes de 1980 já não são suficientes para vingarem na concorrência brutal que existe (veja-se os conterrâneos Fontaines D.C. no dia anterior). A fita da guitarra com o Elvis Presley também é um pormenor revelador que o moço quer distanciar-se da genética.

Postura e uma presença envolvente com o público (e com as fãs que se agruparam a marcar a sua presença bem próxima do palco). Algumas tentativas de descolar dos U2, mas o timbre, o jeito de tocar guitarra (até a forma de rodar) é mesmo muito genético e quanto a isso Elijah não pode fazer nada. Aproveite a herança e voe com os Inhaler!

+ fotos na galeria NOS Alive’22 dia 7Jul Inhaler

Seasick é um repetente do palco Heineken e uma espécie de um tio afastado da américa, que vemos de quando em vez. A sua enorme criatividade, seja na composição musical seja na produção artesanal de instrumentos de corda, é de se tirar o chapéu. Quem vê pela primeira vez um concerto de Seasick Steve nunca mais vai querer perder o próximo. É como se o tivéssemos na nossa sala de estar a beber Budweiser’s e a contar-nos estórias simples das profundezas do western da América. Seasick constrói instrumentos de vários objetos, rodas de carros, placas de identificação e toca-os com uma proeza fascinante. O fato-de-macaco de ganga e o chapéu na cabeça, são a imagem de marca deste músico norte-americano que conta já com 71 anos. O público acarinhou-o e Seasick retribuiu com uma excelente prestação e uma boa conversa, o “é bom estar de volta” foi mesmo sentido.

+ fotos na galeria NOS Alive’22 dia 7Jul Seasick Steve

Florence Welch, a ruiva britânica que consegue a proeza de subir os decibéis, dar uma dezena de piruetas, saltar e correr metros em palco, tudo ao mesmo tempo! Florence + The Machine, habitués nos palcos do sul português, deixaram sempre muito boas recordações nos festivaleiros. E no NOS Alive não foram exceção. Muito do público de Jorja Smith manteve o seu lugar e não arredou pé. Mas aos poucos, o palco NOS começou a encher de tal maneira que mesmo quem estava pela curiosidade ficou rendido ao magnetismo de Florence. O arranque de “Heaven is here”, com uma coreografia semelhante à do vídeo clip, com o pequeno pormenor que em palco dançou sozinha, e conseguiu transformar o momento numa beleza ainda maior. Com um belíssimo vestido vermelho, que ligava os cabelos quase da mesma cor, fazendo lembrar uma borboleta celestial irrequieta. Florence tem 35 anos e quase 15 anos de palco, e este é definitivamente o sitio onde está mais à vontade, é um “animal de palco”. A “máquina” esteve sempre a segurá-la, mas a maestrina, a bailarina, a performer, a voz arrebatadora eram dela. “Estivemos dois anos a olhar para ecrans, agora olhem uns para os outros, sintam o amor”, façam parte desta “família de Florence + Machine”! Acho que ficámos todos gratos por estas palavras, por esta voz magnifica, por esta energia e magnetismo.

+ fotos na galeria NOS Alive’22 dia 7Jul Florence + The Machine

Muito se tem falado sobre Alt-J. Como são monocórdicos, minimalistas, sem grandes surpresas e sem grande arrojo. Sim, tudo isso é mais ou menos verdade. Mas, também é verdade que conseguem dar aquele toque diferenciador nas guitarras que os torna únicos e inimitáveis. Nada é parecido com o trio britânico de Leeds, que desde 2007 têm vindo a contribuir para inovar alguma coisa no indie rock (folk, o que quiserem). E não deixaram de dar um belo concerto no Passeio Marítimo de Algés. Tal como acontecera no inicio de 2018 em Lisboa, num concerto em nome próprio, também aqui, ao lado do Tejo, o desenho aprimorado de luzes enriqueceu de longe a sua atuação. Os Alt-J provaram, mais uma vez, que são uma banda merecedora de um palco à altura da sua ambição.

+ fotos na galeria NOS Alive’22 dia 7Jul Alt-J

Todos os artigos estão disponíveis em:

DIA 6 JULHO

Fontaines D.C. a relembrar-nos que estamos Alive
+ NOS Alive’22 dia 6Jul Jungle
+ NOS Alive’22 dia 6Jul Modest Mouse
+ NOS Alive’22 dia 6Jul The War On Drugs
+ NOS Alive’22 dia 6Jul Fontaines D.C.
+ NOS Alive’22 dia 6Jul Parov Stelar
+ NOS Alive’22 dia 6Jul Ambiente

DIA 7 JULHO

Emoção em feminino no 2º dia de NOS Alive’22
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Celeste
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Inhaler
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Seasick Steve
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Florence + The Machine
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Nilufer Yanya
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Alt-J
+ NOS Alive’22 dia 7Jul Ambiente

DIA 8 JULHO

Ao terceiro dia, guitarras majestosas estremeceram Algés
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Alta Avenue
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Don Broco
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Sea Girls
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Nicki Nicole
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Royal Blood
+ NOS Alive’22 dia 8Jul Ambiente

DIA 9 JULHO

NOS Alive’22, e no útimo dia a Doninha arrasou!
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Mother Mother
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Los Invaders
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Haim
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Da Weasel
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Phoebe Bridgers
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Imagine Dragons
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Manel Cruz
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Parcels
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Two Door Cinema Club
+ NOS Alive’22 dia 9Jul Ambiente

Deixa um comentário