A terça-feira é um dia de início de semana em que nos estamos a mentalizar que ainda temos uma longa jornada pela frente. Tornando-se, por isso, um dia menos fácil. Mas todos os dias são bons para receber uma energia harmoniosa e elegante que nos faz agradecer todas as formas de sentir que a vida nos revela. Apesar de nem toda a gente pensar assim e do medo do desconhecido ainda ser algo que assombra muitas mentes, o Sabotage Rock Club recebeu de braços abertos GLORIA na passada terça-feira, dia 20.

Não fosse o dia em que chegava a primavera, a celebração, apesar das temperaturas exteriores, foi feita de modo bem quente e colorido dentro do Sabotage. São três meninas e três meninos e, embora todos toquem algum instrumentos, são elas que embelezam e moldam a melodia com as suas vozes cristalinas e quase celestiais.

Imaginem um bosque colorido e coberto de sons alegres e cheiros florais. Agora imaginem perderem-se ali por pouco mais de 1h, por entre fadas, cogumelos e memórias imaginárias.

 

Uma intro trabalhada pelos 3 homens deixava um rasto de um perfume imaculado e viciante e abria caminho à entrada das 3 meninas, vestidas a condizer, que nos espalhariam um manto de paixão envolvente e quente com “Braindead” logo para começar. Faixa corpulenta e completa que antecedeu “Shelter”, que fala sobre uma senhora assassinada há 22 anos. As três vozes juntas a ecoar nas nossas mentes com várias tonalidades e sabedorias, criam uma magia que arrepia cada pêlo que temos e nos faz sorrir de felicidade! O que absorvemos da coluna naquele momento não eram só melodias, mas também energias boas e positivas e um conforto inexplicável. A guitarra levava-nos ao transe e o ritmo psych pop a cheirar a 60’s embalava-nos em sonhos e fazia-nos levitar como se nada existisse para além daquele momento. O universo tem destes mundos paralelos onde podemos parar o tempo e saborear cada sensação na nossa mais completa forma de sentir. “Bean Me Up”, fez a pista despertar num sorriso único e grandioso continuando o caminho da mais pura e genuína entrega. 

Apesar de novos na estrada, nesta noite, os GLORIA revelaram a sabedoria e a maturidade suficiente para nos deixarem rendidos e com conhecimento que vão chegar longe. Quem não veio arriscar o salto no desconhecido perdeu muito! Já nós, ganhámos tanto que nem queríamos acreditar que já tinha acabado!

Texto – Eliana Berto
Fotografia – Daniel Jesus