“Safe Haven” foi apresentado na 5ª feira dia 12 de Maio no Estúdio Time Out em Lisboa. O trio da Ericeira, os “os moços do Oeste” como sempre lhes chamei, apresentaram o álbum com um profissionalismo digno de nota artística.

Abertura com o novo videoclip da faixa de promoção do álbum, “Whenever You Call My Name”, direcção de Filipe Correia dos Santos e produção Rodrigo Santos e Nuno Chanoca (manager). Entraram em palco serenos, e em serenidade caminharam determinados para a bateria, para a guitarra e para o baixo. Pegam nos instrumentos na cumplicidade de um futuro diferente, a partir de hoje nada será como dantes. O Miguel dá o mote com as baquetas e os 3 descolam na nave “Safe Haven”.

“Catchfire”,  “Komorebi” e “Spring’s Concrete”, sem interrupções de voz, numa sincronização perfeita de entradas e saídas. A voz do Tiago acompanha-o sem um único deslize, e em provocação, pede-lhe que projecte os agudos sem limites e assim foi todo o concerto. Pausa para agradecimentos e, com o brilho no sorriso, diz-nos que “Safe haven” estará nas lojas no dia seguinte.

“Profecy” (faixa de abertura do álbum) antecede uma das minhas preferidas “Shine goodbye” e “cai como uma luva”. O Estúdio Time Out fica verdadeiramente composto, não só de fãs desde a 1ª hora, mas curiosos que iam opinando ao longo das músicas. “Incrível, os tempos certinhos!” e “Estão lançados!”, foram algumas frases que fui ouvindo durante o concerto.

Destaco, a presença determinada de cada um dos músicos, a seriedade e profissionalismo como estão em palco e, acima de tudo a preocupação de darem um bom espectáculo! Os Insch provaram que são filhos do Rock e estão prontos para devorar o Mundo. “Safe Haven” é o primeiro de grandes e excelentes álbuns, não tenho dúvidas. E como ouvimos tanto naquela noite, “Hoje nasceu uma banda”!

Na primeira parte estiveram os Lucky Who, ainda “frescos” nestas andanças que, apresentando algum nervo próprio de uma ocasião muito importante, mostraram no entanto terem pernas para chegar mais longe ou não fossem os Insch aqui seus “conselheiros”, verdadeiro exemplo de uma caminhada segura, com paciência, e cheia de talento.

Texto – Carla Sancho
Fotografia – Luis Sousa