O cantor, compositor e guitarrista norte-americano Luke Winslow-King vai apresentar-se ao vivo, pela primeira vez, em Portugal, com o novo disco “If These Walls Could Talk” em Outubro. O músico de blues, jazz vai fazer uma pequena digressão por algumas cidades portuguesas: dia 4 de Outubro sobe ao palco do Auditório Carlos Paredes no âmbito do Lisboa Connection Fest, no dia seguinte atua na Casa da Cultura, em Setúbal; dia 7 de Outubro estará nas Caldas da Rainha, no Centro Cultural e Congressos e termina no dia 8 de Outubro na Casa das Artes em Arcos de Valdevez.

Luke Winslow-King vem acompanhado do mestre italiano da guitarra de blues, Roberto Luti que também participou na gravação do novo disco. Luke juntou amigos e artistas de longa data de Itália, Nova York, Michigan e Nova Orleães e gravou com o produtor Dominic Davis (Jack White, North Mississippi Allstars, Greensky Bluegrass). O disco conta com a “realeza” de Memphis: o Reverendo Charles Hodges (Al Green) e The Sensational Barnes Brothers, compartilham os seus talentos no órgão Hammond e no coro, respectivamente, adicionando força musical extra.

O músico que tem vivido nos últimos anos em Espanha, vai apresentar ao público português uma mistura eclética que combina blues do Delta do Mississippi, folk music, jazz tradicional e rock & roll de raiz em que as suas músicas misturam ideias contemporâneas com estilos de épocas passadas, produzindo um som rústico, urbano, elegante e muito próprio.

AGENDA:
04 Outubro, 20h | Lisboa Connection Fest – Auditório Carlos Paredes
05 Outubro, 21h30 | Setúbal – Casa da Cultura
07 Outubro, 21h30 | Caldas da Rainha – Centro Cultural e Congressos
08 Outubro, 22h | Arcos de Valdevez – Casa das Artes

Bilhetes à venda nos locais do concerto e em:
– Lisboa Connection Fest
https://ticketline.sapo.pt/evento/lisboa-connection-fest-luke-winslow-king-66271
– Caldas da Rainha
https://ccc.bol.pt/Comprar/Bilhetes/113471/1134731/Sectores
– Arcos de Valdevez: Reserva para: 258 520 520 Ou casadasartesarcosdevaldevez@gmail.com
– Setúbal: entrada livre

Deixa um comentário