O segundo tema de avanço para adeus, o novo disco do coletivo, é editado hoje em todas as plataformas digitais. Sempre que a partida vier  fala sobre os silêncios e a intensidade de uma despedida. É um caminho longo que inspira, expira e respira, como que em representação sonora dos vários momentos de uma relação. Um tema onde os indignu voltam a explorar as potencialidade de música instrumental para representar turbilhões de sentimentos, entre os silêncios (que tão bem posicionam a cada tema), o slowcore e a inesperada euforia, transcrita aqui num certo exotismo sonoro que leva a sua música para lá das fronteiras do rock progessivo.

O novo disco, adeus, foi misturado por Ruca Lacerda (Mão Morta, Pluto) e masterizado pelo Birgir Jón Birgisson (Bjork, Sigur Rós, Spiritualized, Album Leaf, Alcest). A edição está marcada para 4 de novembro pela dunk!records em parceria com a norte-americana A1KA.

Mais informações em facebook.com/indignu

Deixa um comentário