Mais uma edição que esgotou nos dois últimos dias, e o responsável pela promotora Everything is New, Álvaro Covões tem um orgulho enorme em ter esgotado o dia de hoje com uma banda portuguesa como cabeça de cartaz.

“Tivemos 55.000 festivaleiros e 5.000 pessoas a trabalharem todos os dias no recinto. O impacto na economia é muito importante, e é preciso dizer que o Álvaro Covões não despediu ninguém durante a pandemia. É crucial dizer a enorme importância da indústria da música na economia local. De Lisboa a Cascais tivemos os alojamentos hoteleiros todos cheios”, referiu o representante da Câmara Municipal de Oeiras.

O NOS Alive continua a ser um evento com uma enorme importância na economia local, mas também na economia nacional, o turismo beneficia efetivamente com o festival dado que tem sempre um número significativo de festivaleiros estrangeiros. E a boa notícia é que teremos nova edição do NOS Alive nos próximos dias 6,7 e 8 de julho de 2023, no Passeio Maritimo de Algés (primeiro lugar batizado por Álvaro Covões no PDM de Oeiras!).

Deixa um comentário