São 26 anos a ouvir bandas do país inteiro e a dar visibilidade e oportunidade às mesmas. Este ano, foram 5 os finalistas deste 26º Festival de Música Moderna de Corroios e os primeiros a subir o palco foram os The Jeggas.

Com o jazz a correr-lhes pela veia e, diria, na formação, traziam uma sonoridade serena e bela para nos aconchegar o ouvido e o corpo neste início de noite que variava entre o blues e o soul. Eram seis os elementos em cima do palco e as composições primavam por texturas bem trabalhadas entre saxofone, harmonica, jambés, cordas, bateria e a incrível voz da frontwoman!

De seguida, a euforia extrovertida e talentosa dos Democrash que, com álbum novo acabado sair entregaram-se de corpo e alma naqueles poucos minutos proporcionando um rendidalhado de rock, artie, garage, no wave e muitos outros estilos aos quais bebem e os tornam tão diferentes.

De Castelo Branco, o sexteto A Stone In Your Shoe a trazer um baque de força e cruzamento de estilos tais Rage Against The Machine, tais Faith no More, primando pela diferença com a abordagem da trompete e do violino elétrico que tão bem soam e equilibram o instrumental da banda.

Os Too Many Suns, já conhecidos de algum público, juntam a melodia da pop com a crueza do rock com reverbs, distorções e bastante garra. Uma prestação crua e dura que não deixou dúvidas de que estes rapazes sabem bem o que querem.

Por fim, da Arruda dos Vinhos com uma bela parafernália de teclados, baixo, bateria e vibe de festa, os GANA e o seu hip hop trabalhado e com boas composições instrumentais que rapidamente levaram o público a levantar-se das cadeiras.

Não se avizinhava fácil a decisão. Apesar dos variados estilos, todas as bandas tiveram prestações muito boas e eram todas compostas por muito bons músicos.

No final, o hype do momento acabou por ganhar e os vencedores do primeiro prémio (1000€ + concerto nas Festas de Corroios) foram os GANA.

O segundo prémio (gravação de 2 músicas) foi atribuído aos Democrash e o terceiro (250€) aos Too Many Suns.

Estão todos de parabéns!

Deixa um comentário