A 6.ª edição do Festival MUSCARIUM mantém a sua periocidade anual e terá lugar entre 17 e 27 de setembro de 2020. Este ano, tendo em conta as contingências sociais e sanitárias, o teatromosca considera ainda mais urgente enaltecer as principais caraterísticas deste festival que organiza em Sintra, com uma programação composta por um conjunto de espetáculos multidisciplinares apresentados em diferentes espaços espalhados por grande parte do concelho, assinalando, assim, a reabertura do AMAS – Auditório Municipal António Silva, e a nova temporada deste espaço municipal e desta emblemática companhia sintrense.

A atuação inaugural, no AMAS, estará a cargo do Quorum Ballet, uma das mais importantes e internacionais companhias de dança portuguesas, com o espetáculo “Impulso”, dirigido pelo coreógrafo Daniel Cardoso. Um espetáculo de dança focado no movimento puro, propondo ao público uma reflexão subjetiva sobre a fusão da arte com a vida, do bailarino com o indivíduo. Esta companhia de dança contemporânea de repertório, fundada em 2005 pelo seu diretor artístico, o coreógrafo residente e bailarino Daniel Cardoso, tem contado com colaborações de distintos coreógrafos convidados de renome internacional, entre os quais se destaca Itzik Galil, Donald Byrd, Barbara Griggi ou Thadddeus Davis.

Numa altura em que celebra 15 anos de atividade, tendo criadas mais de 70 produções, nas quais se incluem trabalhos coreográficos para a infância e jovens, o Quorum Ballet apresenta-se, finalmente, no festival MUSCARIUM, depois de, em 2014, ter sido coprodutora de “O Som e a Fúria”, espetáculo criado pelo teatromosca a partir de texto de William Faulkner.

Para além da mais recente coreografia de Daniel Cardoso, destaca-se ainda o concerto de Surma no deslumbrante jardim do Palácio de Queluz, no dia 20 de setembro, às 19h. Débora Umbelino, 24 anos, mais conhecida pelo nome artístico de Surma, nasceu e cresceu na pequena aldeia de Vale Do Horto, onde começou, desde cedo, várias aventuras com projetos musicais.

Enquanto estudava no Ensino Secundário em Leiria venceu o ZUS!, em 2014, com os Backwater & The Screaming Fantasy e, em 2015, começou o seu projeto a solo a que chamou Surma, que rapidamente correu o país e começou a despertar a atenção do público e da imprensa. Nesse mesmo ano, jornais e revistas como o Expresso, Público, Blitz ou Antena 3 votam em Surma como um dos melhores projetos musicais, e a Sociedade Portuguesa de Autores nomeia “Hemma” para melhor canção de 2017. Em 2019, foi concorrente e finalista do Festival da Canção e no final desse ano lançou um EP com a revisitação de alguns dos primeiros temas da sua carreira. Atualmente, prepara a edição do seu segundo longa-duração.

Estou muito ansiosa por este concerto. Já conheço o MUSCARIUM desde a primeira edição e amo todo o conceito envolvente do festival! Teatro, Dança e Música…o que podemos pedir mais? É uma grande honra e prazer para mim poder fazer parte de um cartaz e de um festival tão eclético e mágico quanto este! Vou apresentar vários temas novos, o que vai ser uma experiência e uma sensação única poder dar vida a estes novos temas num espaço tão mágico quanto o Palácio de Queluz. Vai ser um concerto pensado de raiz…desde a desenho de luz, estética e novas músicas a sair da caixa. Já estou quase a finalizar os últimos detalhes do novo álbum e acreditem que estou muiiiiiiiiito desejosa de vos mostrar esta nova cara de ‘Surma’. Nem eu mesma sei definir, muito bem, o que aí vem! Mas posso confessar que está totalmente diferente do ‘Antwerpen’! Espero ver-vos no MUSCARIUM e até já. Muito Amor.
– Surma, sobre o concerto no Festival MUSCARIUM#6

Em 2020, o festival ficará marcado por uma programação maioritariamente nacional, com a apresentação de espetáculos de teatro das companhias Trincheira Teatro, Visões Úteis, Teatro do Silêncio, Companhia Mascarenhas Martins, MUSGO Produção Cultural, Teatro Efémero e duas novas criações do teatromosca , que contarão com público presente na sala (lotação muito reduzida) e transmissão online: “O Macaco do Rabo Cortado”, a partir do conto tradicional português, para o público infantil; e “Estúdio: Flores”, coprodução com o Centro Dramático Rural, de Madrid, para o público geral.

Os preços dos bilhetes para os diferentes espetáculos do MUSCARIUM#6 varia entre os 5€ e os 12€, sendo que existe um passe disponível por 50€ que dá acesso a todas as sessões. Os bilhetes vão estar disponíveis na Ticketline, Seetickets e na bilheteira do AMAS- Auditório Municipal António Silva, no Shopping Cacém.

Sobre o teatromosca :
O teatromosca é uma companhia de teatro fundada em Sintra, em 1999, que se tem afirmado como um dos mais dinâmicos coletivos teatrais nacionais e conta com várias internacionalizações, através de apresentações no estrangeiro e de parcerias com outras companhias e instituições. A par do trabalho de criação e produção de espetáculos, desde janeiro de 2018, a companhia passou a gerir e programar o AMAS – Auditório Municipal António Silva, na cidade de Agualva-Cacém, com o objetivo de o tornar relevante no espaço cultural nacional e internacional.

Desde 2015, é também responsável pela organização do festival de artes performativas MUSCARIUM, iniciativa que une a dança, música e teatro, com o intuito de oferecer mais diversidade cultural ao público do concelho de Sintra. Atualmente, prepara a criação de “NED KELLY”, de Pedro Alves, Paulo Castro e Paulo Furtado / The Legendary Tigerman, que estreará em novembro de 2020, em coprodução com o Teatro Municipal S. Luiz e a companhia australiana Stone/Castro.

+info teatromosca

Fotografia (capa) – teatromosca

Deixa um comentário