Terça, de todos os dias da semana, acaba por ser o menos convidativo para concertos. Ainda nem vamos a meio, e como se não bastasse, o friorento Cais do Sodré poderá ser repelente para quaisquer fãs de música. Porém, dos fracos não reza a história, e foram muitos os fortes que dedicaram um pouco do seu tempo para ir ao Musicbox assistir à estreia em solo nacional de Low Roar.


A cargo da nova plataforma/promotora Gig Club, Low Roar foi o segundo nome trazido a Portugal pelo grupo nortenho. Sempre com um cunho de música alternativa e emergente, Low Roar preenche todos os critérios. Desta vez em palco a solo, Ryan Karazija, entrou de copo de vinho na mão e em palco esperava-lhe um piano e uma guitarra. Foi com base nesta tríade que se fez sensivelmente hora e meia de concerto.

20190212 - Concerto - Low Roar @ Musicbox Lisboa

Aproveitando para desconstruir todo o concerto, aproveitou todas as oportunidades para contar algumas histórias. Desde do facto de ter explorado ao longo da véspera a cidade de Lisboa e mostrá-la à sua mãe, que já tinha feito um intercâmbio na cidade; às histórias que inspiraram futuros temas que constarão no próximo álbum ou até mesmo a contar histórias das músicas já lançadas e origens das capas de álbum.

Conhecido pelo seu tom melancólico e deprimente, nas letras, este concerto ainda teve um cunho mais intimista, sem deixar nenhum dos grandes temas de parte, como o Friends Make Garbage, ou o 222, tema que integrará o próximo disco. Tudo isto num registo muito contemplativo, já que acaba por ser uma honra poder assistir de forma tão calma e tranquila, artistas que enchem a alma desta forma.

O público, simpático, embora estivesse a meia casa, esteve sempre muito próximo, deixando-o confortável, rindo-se de todas as intervenções mas também cantar refrões em uníssono como o do Easy Way Out ou I’ll Keep Coming, dois dos principais temas do álbum de 2014, O.

20190212 - Concerto - Low Roar @ Musicbox Lisboa

Um dos pontos da noite terá sido, com certeza, quando Ryan desafiou o público para que alguém viesse para o palco cantar o Bones, algo que só tinha acontecido uma vez durante a sua tour. Pois bem, a segunda vez aconteceu no Musicbox, com um rapaz destemido a exibir os seus dotes vocais. Correu tão bem que Ryan já o queria para acompanhar a restante tour.

Num alinhamento feito à medida do público, na reta final, somos presenteados pelo músico, sobre que música é que queremos ouvir. Após alguns nomes atirados para o ar, Vampire on My Fridge foi a escolha para a despedida. Mas já sabemos que estes concertos são feitos de encores, pelo que o verdadeiro final foi com o Gosia, tema do último álbum Once in a Long, Long While…

Há bandas que passam por cá que só passado alguns tempos é que o pessoal realmente se dá conta que estiveram mesmo em Portugal. Cremos que este foi um dos casos. A nossa sorte é que ficou a promessa do regresso (com banda) pelo menos no próximo ano.

Deixa um comentário