“Who The F*ck Is Zé Pedro?” é o nome dado ao espetáculo de tributo a Zé Pedro que irá ocorrer no dia 19 de julho no 24º Super Bock Super Rock, mais precisamente no Palco Super Bock, na Altice Arena. Sem dúvida que faz sentido que a homenagem a este senhor do universo musical português, e não só, seja feita neste Festival, já que participou no mesmo por oito vezes, com os Xutos, numa homenagem a Lou Reed ou até mesmo como DJ.

Hoje, dia 3 de maio, quando nos dirigíamos para o Hub Criativo do Beato – uma zona com 35 mil metros quadrados, que está a nascer num antigo complexo fabril do exército na zona ribeirinha oriental de Lisboa, e que está a ser reconvertida para receber entidades, nacionais e internacionais, na área da tecnologia, inovação e indústrias criativas – íamos convencidos de que iríamos assistir à apresentação da edição deste ano do Super Bock Super Rock. Mas, mal chegámos ao local onde a conferência se iria realizar, rapidamente nos apercebemos de que o motivo de estarmos ali era outro. Afinal, a, grande, novidade que nos queriam dar era que o tributo mais do que merecido a Zé Pedro iria ocorrer no primeiro dia e no palco principal deste Festival.

O espetáculo terá por base uma banda formada em grande parte por familiares de membros dos Xutos – António Reis Colaço (sobrinho de Zé Pedro), Fred Ferreira (filho de Kalu), João Nascimento (filho de Gui), Joel Cabeleira (sobrinho de João Cabeleira), Marco Nunes (sobrinho de Kalu), Sebastião Santos (filho de Tim) e Vicente Santos (filho de Tim) – a que se junta Nuno Espírito Santo que, como foi referido na conferência, é quase como se fosse da família. Esta será a banda de suporte para aqueles que irão subir ao palco para cantar temas que de alguma maneira se relacionam com a vida e obra de Zé Pedro, são eles Carlão, João Pedro Pais, Ladrões do Tempo, Manel Cruz, Manuela Azevedo, Palma’s Gang, Paulo Gonzo, Rui Reininho e Tomás Wallenstein. Temos aqui nomes da nova geração, como Carlão ou Tomás Wallenstein dos Capitão Fausto, mas acima de tudo temos nomes incontornáveis da música portuguesa das últimas décadas e que por terem, de alguma forma, se cruzado com o Zé Pedro tinham de marcar presença. E temos também algumas das bandas das quais pertenceu, como os Ladrões do Tempo e o Palma’s Gang. A direção artística do espetáculo é da responsabilidade de Tim e Fred Ferreira e todo o audiovisual estará a cargo de Zé Pinheiro.

A acompanhar o tributo estará à venda no Festival uma t-shirt exclusiva, com 10€ de cada unidade vendida a reverter a favor da Associação Encontrar+se/Movimento Unidos para Ajudar, do qual Zé Pedro era o padrinho. Esta t-shirt exclusiva, e o próprio nome deste tributo, tem por base uma célebre fotografia tirada por Carlos Ramos – que cedeu os direitos a esta causa – a Zé Pedro, em que este vestia uma camisola onde se lia “Who The Fuck is Mick Jagger?”.

Em relação à apresentação de hoje propriamente dita, reinou na mesma um ambiente de boa disposição e de muita camaradagem entre todos os intervenientes, como era tudo o que tinha a ver com o Zé Pedro. A comunicação social esteve presente em peso, o que revela da importância deste tributo. A apresentação das diferentes vertentes do espetáculo ficou a cargo de Luís Montez, da Música no Coração, empresa organizadora do Festival, dos responsáveis pela direção artística, Tim e Fred Ferreira, e Filipa Palha, da Associação Encontrar+se/Movimento Unidos para Ajudar. Quem também marcou presença foi grande parte dos músicos que subirão ao palco no dia 19 de julho. Manuela Azevedo e Carlão não puderam estar presentes, mas tiveram o cuidado de enviar um vídeo.

Quanto a músicas a serem tocadas, “Não Sou o Único” terá uma presença importante no espetáculo e Manuela Azevedo cantará “Conta-me Histórias”. Os temas compostos por Zé Pedro para os Xutos terão um papel decisivo na set-list a ser apresentada.

Este é sem dúvida um espetáculo que muito irá enriquecer a edição deste ano do Festival Super Bock Super Rock, que irá decorrer de 19 a 21 de julho no Parque da Nações.

 

Fotografia – Nuno Cruz
Texto – João Catarino