As noite de julho não foram meigas para os primeiros rounds do EDPCoolJazz, trazendo consigo vento e temperaturas pouco convidativas à diversão. Na passada semana os Jardins do Palácio do Marquês de Pombal receberam um concerto que convidava a uns belíssimos passos de dança e a um incontrolável mover de ancas.

A noite começou com o trio de Jessica Pina, uma jovem formada em trompete jazz que com Anderson Ivo e Eron Gabriel (teclado e bateria) nos trouxe uma série clássicos que cruzavam o soul o jazz e o funk animando aqueles que já se encontravam pelos jardins do Marquês de Pombal ao final da tarde. Alguns a degustar uma das muitas bebidas disponíveis nos quiosques, outros a petiscar por ali. Ainda assim a audiência que se encontrava junto à fonte, improvisada de palco aderiu bastante às sonoridades animadas que o jovem trio trouxe para aquecer o final de tarde.

+ fotos na galeria EDPCoolJazz 2017 Dia 20 Ambiente

Pouco passava das 21.30 quando a portuguesa Da Chick saudou efusivamente o público que ainda se encontrava um pouco disperso, mas que logo acorreu ao chamamento. A energia contagiante e a tarefa a que esta se propôs (levantar a plateia e pô-la a dançar) despertaram a curiosidade e mesmo a admiração dos que ali se encontravam. A noite não estava propicia a nada disto. No entanto o facto é que Da Chick acompanhada por mais seis músicos em palco, cumpriu o que havia dito, ainda que por breves momentos, agradecendo várias a honra de aquecer o plateia para o grande Maceo Parker.

A plateia sentada que ocupava toda a frente do palco poderá ter sido um dos obstáculos ao desafio de Da Chick, até porque o público que se encontrava fora dessa área dançava já efusivamente. Os escassos 45 minutos de concerto onde desfilaram Cocktail, Lotta love, Do tha clap, Funk call, deixaram o público bem aquecido e a pedir mais funk!

fotos na galeria EDPCoolJazz 2017 Dia 20 Da Chick

Com a chegada da noite, e um vento cada vez mais forte e frio foi a vez do senhor Maceo Parker nos aquecer. Com um espetáculo dentro do espetáculo a banda e Maceo Parker foram apresentados ao som de 1999 de Prince, um dos muitos músicos com quem colaborou ao longo da sua carreira. Maceo e a sua banda navegaram os ventos e deram todo o seu funk a um público que foi dançando, mas a quem não conseguiram surpreender totalmente. Se é verdade que Maceo ainda contagia com a sua energia, e é difícil não sentir admiração pela forma bem colocada e afinada com que comanda a banda, a verdade é que mais que virtuoso do saxofone ou virtuoso cantor, Maceo Parker é hoje em dia um excelente mestre de cerimónias, acontece que isso apenas não chega para libertar todo o funk aprisionado pelo frio que se faz sentir. Não desempenha mal o papel, mas a verdade é que o concerto tem muito menos de Maceo do que poderíamos esperar. É um espetáculo bem feito, mas ao qual falta já a garra visceral que sobrou a Da Chick.

Maceo toca, canta, dança, passa por James Brown, Marvin Gaye, ou Ray Charles, no entanto as  versões excessivamente alongadas fazem o público cair um pouco no tédio. Os solos protagonizados com mestria por todos os músicos, mas talvez um pouco extensos, apesar de arrancarem fortes aplausos, quebram toda a atmosfera dançável e imparável de todo o funk que ali passou. No que de mais positivo ouvimos destacamos a versão cheia de alma de Stand By Me interpretada por Darliene Parker. O Funk é mesmo bom, mas precisava de mais funk.

Num qualquer universo paralelo poderia perfeitamente ter sido ao contrário. Maceo Parker abriria a noite para a frescura de Da Chick que nos levaria até ao próximo nível do Funk. Talvez para a próxima.

fotos na galeria EDPCoolJazz 2017 Dia 20 Maceo Parker

Todos os artigos EDPCoolJazz’17 estão disponíveis em:

DIA 18

EDPCoolJazz’17, Dia 18 – As Variadas Facetas que uma Guitarra pode ter
EDPCoolJazz 2017 Dia 18 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 Dia 18 Márcia
EDPCoolJazz 2017 Dia 18 Rodrigo y Gabriela

DIA 19

EDPCoolJazz’17 dia 19, a noite foi de rock com os The Pretenders
EDPCoolJazz 2017 Dia 19 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 Dia 19 Rita Redshoes
EDPCoolJazz 2017 Dia 19 The Pretenders

DIA 20

EDPCoolJazz’17 Dia 20 – Da Chick e Maceo Parker; o Funk é mesmo bom, mas Da Chick é melhor!
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 20 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 20 Da Chick
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 20 Maceo Parker

DIA 23

EDPCoolJazz’17 Dia 23 – O encanto da música popular brasileira, por Maria Gadú
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 23 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 23 Filipe Catto
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 23 Maria Gadú

DIA 25

EDPCoolJazz ’17, Dia 25 – Duas Gerações Distintas, o Mesmo Amor pela Música
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 25 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 25 Jake Bugg
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 23 Jorge Palma

DIA 26

EDPCoolJazz ’17, Dia 26 – O Cruzamento entre o Amor e a Dança
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 26 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 26 Luisa Sobral
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 26 Jamie Lidell

DIA 29

EDP CoolJazz ’17, Dia 29 – Jamie Cullum, Portugal e uma Eterna Relação Amorosa
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 29 Ambiente
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 29 Beatriz Pessoa
EDPCoolJazz 2017 2017 Dia 29 Jamie Cullum

 

Texto – Isabel Maria
Fotografia – Marta Louro
Evento – EDPCoolJazz’17
Promotor – Live Experiences