Neste mês de Dezembro de 2016, Vera Marmelo celebra 10 anos online, 10 anos a acumular as imagens dos concertos a que assiste, os festivais que acompanha religiosamente, as salas onde acha que faz sentido a sua presença, os retratos que vai fazendo a músicos e a outras pessoas com que se relaciona e cruza, as salas de ensaio, os estúdios e os soundchecks.

20160817-vera-1024

De uma forma muito natural foi-se aproximando de músicos. Eram os amigos que mais à mão estavam no Barreiro. De uma forma ainda mais natural o grupo de amigos e conhecidos a fazer música e a cruzarem-se consigo foram crescendo de uma forma exponencial.

Passados estes 10 anos, continua a alimentar o blog http://v-miopia.blogspot.pt/ religiosamente. A cada concerto que vai, a cada retrato que tira para celebrar um novo disco, lá está, mais um post, mais umas dezenas de fotografias para o celebrar.

No entanto, Vera Marmelo começou a sentir que para quem é novo no blog, ou não tem a possibilidade de o visitar com alguma regularidade, perderá o fio à meada. E assim decidiu celebrar estes 10 anos com um novo site, desenhado pelos DESISTO, que está em http://veramarmelo.pt .

E o exercício passou por desenhar 3 diagramas para cada um dos 3 intervalos de tempo, percorrendo os posts do tal blog.

– 2006 a 2009
– 2010 a 2013
– 2014 a 2016

_20071024_julianna-barwick_zdb_1024

Dia 12 de Dezembro arranca o site e fotos das pessoas do tal diagrama de “2006 a 2009” em destaque. Nesse mesmo dia 12 de Dezembro, é lançado um poster 100x70cm, a cores, com essas mesmas fotos numa face e duas fotos 50x70cm, daqueles que foram aos seus olhos os mais importantes na outra face.

2 fotos enormes para pendurar na parede, ou um poster resumo, de uma curadoria muito pessoal da música que fotografou entre 2006 e 2009. Em Março de 2017 inaugura-se “2010 a 2013” e a Junho de 2017 “2014 a 2016”!

E aqui está um primeiro teste relativo aos retratos (para aguçar a curiosidade): veramarmelo.pt/portraits

2006 a 2009 http://veramarmelo.pt/2006-2009

Em 2006 inaugura o blog com um Outfest fotografado, consistentemente pela primeira vez. É nesta altura que começa a relacionar-se de forma mais próxima com Tiago Sousa, destacado numa das fotos maiores do poster e o escriba do texto que o acompanha. O Tiago começava a MERZBAU. Tempos de myspace, forum sons, bolachas grátis, concertos sem telemóveis e muita energia à volta de tudo o que podiam fazer sozinhos.

_20090704_konono_lx_1024

É nestes anos, que de forma muito consistente, a MERZBAU ganha caminho com edições digitais, promoção de músicos, organização de concertos, tudo o que possam imaginar, que um grupo de amigos conseguia fazer pela música uns dos outros.

A Vera Marmelo, como amiga do Tiago, começa a interessar-se pela ideia de documentar os concertos, fazer os retratos para promover e ajudar em tudo o que fosse possível. Aprenderam muito juntos.

Juntavam-se à Merzbau gente como o Luís Nunes (benjamim), Noiserv, Lobster, BFachada. É numa noite organizada a meias entre a Merzbau e o Má Fama de Sérgio Hydalgo (actual curador de música da ZDB) que Vera Marmelo vê Norberto Lobo tocar pela primeira vez. É através do Fachada que conhece Márcia e João Paulo Feliciano, é com ele que vai pela primeira vez ao Golden Pony e que chega até à Flor Caveira.

A Flor Caveira tem a sua fase de maior força exactamente nessa altura. Vê nesses anos muitos concertos de Samuel Úria, Pontos Negros, o Tiago Guillul, nas suas mais variadas formas.

Vitor Lopes e Rui Dâmaso

Também é em 2009 que conhece e fotografa pela primeira vez uma das suas bandas favoritas no Namouche – os Linda Martini.

Em 2007 o Sérgio Hydalgo começa a ser curador para a música da Galeria Zé dos Bois. Amigo próximo leva Vera Marmelo a frequentar a sala muito assiduamente.

Sublinham-se desses 4 anos os seus encontros com Julianna Barwick, os primeiros concertos de Bonnie Prince Billy, Konono #1 no Jardim Botânico, Dirty Projectors e Lightning Bolt.

BIO

Vera Marmelo nasceu em 1984, no Barreiro, e fotografa músicos desde 2004.

Autodidata no que respeita à fotografia, Vera é motivada desde o início pelas amizades aos músicos da sua cidade natal. É também no Barreiro onde começa a frequentar e a fotografar festivais, o Out.fest e o Barreiro Rocks.

Passados mais de 10 anos desde o início desta aventura com os amigos, os músicos, os concertos, as salas, os festivais e as ocasiões mais ou menos especiais vão-se multiplicando e o seu arquivo pessoal crescendo. Alimenta de forma muito regular um blogue desde 2006 e tem ainda a meias com Rita Tomás um projeto de entrevistas em modo site chamado boca-a-boca. Mantém uma ligação especial com a Galeria Zé dos Bois e o festival Barreiro Rocks. Em 2013 e 2014, editou dois livros de autor – o primeiro de retratos em nome próprio e o segundo a duas mãos a propósito do 20.º aniversário da Galeria Zé dos Bois. Integrou ainda duas exposições coletivas n’A Pequena Galeria (2015) e na ExperimentaDesign’15. Mas a motivação continua a mesma, “Na verdade, a minha ligação à fotografia acontece a par da minha ligação à música. É o meu instrumento, a minha desculpa para estar sempre presente e a minha maneira de contribuir para divulgar os músicos que acompanho”.

+info em https://www.facebook.com/events/217928905319497/

Fotografias – Vera Marmelo | Matilde Viegas (Capa)