Pouco mais sabemos dos duques à parte de serem precários.

Preparam-se para editar o disco de estreia mas é um disco que já foi feito há muito tempo. É difícil de explicar. Por isso, perguntámos ao ChatGPT se os conhecia e ele respondeu: “Sim, conheço os “Duces do Precariedade”!

Porque ficámos um bocado na mesma, arriscamos a afirmar que são uma banda portuguesa de rock alternativo e punk rock formada em Lisboa. Foram dois, foram cinco, agora talvez sejam mais, talvez sejam menos. São o Pedro Mendonça e o João Fragoso de certeza.

Dão-se a conhecer com o single Lacerda, entrada directa para o universo peculiar de letras acutilantes, ainda que engraçadas, sobre questões sociais e políticas, incluindo a precariedade no trabalho, os traumas históricos e a vida na cidade. Parece que este Lacerda foi feito para tentar vender a uma fadista. A fadista não quis. Resolveram dar-lhe música. Arriscaram um primeiro videoclip mas resolveram não riscar os ares do tempo deixando que seja apenas a linha de baixo e os riffs da guitarra do Gonçalo Mendonça a passar a mensagem. E essa ainda agora começou a ser revelada. O resultado, está aqui abaixo.

Têm pouco a dizer, muito a esconder e ainda mais a tocar.

Para saber mais sobre eles, não procurem na internet ou nas redes sociais. Sigam o youtube da Lux Records, editora por quem se preparam para editar o disco de estreia “Antropocenas”, em Outubro.

Fotografia – Silvana Torrinha

 

Deixa um comentário