Não sabemos se o sonho comanda a vida mas sabemos que, se o tivermos, tudo ganha mais sentido e que o caminho longo ou curto vai chegar a ele.

“Dreamland” é o quarto single de apresentação do primeiro disco de Eigreen e retrata aquele caminho mais longo e turbulento que percorremos até chegar ao sonho, aquele que anda de mão dada com a música e que nos alimenta a alma.

As texturas do downtempo e do dream pop interligam-se e continuam a levantar o véu daquele que será um disco para viajar entre sonhos.

Na natureza reside aquela dualidade que tanto intimida e assusta, como liberta. O primeiro disco de Eigreen carrega com ele uma mistura de uma ansiedade e libertação que se podem associar à natureza quando materializada por instrumentos.

Eigreen é um disco que absorve a alma e cuja alma pode engolir, também. Tal como a vida em si, que vem da mãe natureza, está dividido por diversas fases. Essas fases simbolizam a ligação entre Francisco e o disco e, por conseguinte, com a natureza. Cada fase tem interlúdios meramente instrumentais a separá-las umas das outras. Ascensão, Pico e Queda são as fases onde o sentir se defronta com criação, aventura, descoberta, paixão, admiração e capacitação.

São 8 músicas que nos levam a sonhar e a viajar, sentindo uma brisa fresca e leve a tocar-nos o corpo e a alma, despertando todos os nossos sentidos. Até aqueles, que por querer ou sem querer, escondemos.

“It’s On”, primeiro single divulgado, marcou presença no disco Novos Talentos Fnac 2020. Em Janeiro deste ano lançaram o single “Into You” em exclusivo pela Antena 3 e em Fevereiro “White Sharks”, acompanhada de um lyric video.

Este disco foi gravado nos estúdios Blue House e misturado por Niki Moss nos estúdios Pontiaq e vai ser lançado no dia 4 de Maio de 2022 com o selo da Lux Records.

Fotografia – David Breda

Deixa um comentário