Homem em Catarse, desde 2013 o projeto a solo do multi-instrumentista e compositor Afonso Dorido, acaba de lançar o terceiro longa-duração – sete fontes -, fruto de uma residência artística (trabalho da casa) no gnration (Braga).
Num período de catarse e intermitências, o Homem em Catarse viu-se defronte de um piano e descobriu-se a tocar serenamente, calcorreando lugares de Braga, reais e imaginários. O surpreendente disco – disponível nas plataformas digitais e com edição em cd, k7 (Regulator Records) e brevemente em vinil – teve destaque na imprensa escrita e digital e na rádio em programas de autor reconhecidos.
Agora apresenta-se ao vivo, espaço onde a sua música atinge o limite da intensidade. E uma vez mais, ao fazer-se à estrada, demonstra a sua versatilidade.
O projeto sete fontes, será apresentado na íntegra no palco do Cine-Teatro Garrett, ao piano, e com projeção modelar e de imagens (a cargo de Francisco Oliveira).

Bilhetes já à venda aqui.
Fotografia – Maria João Salgado

Deixa um comentário