Rui Luís é um cantautor que se tem vindo a redescobrir e a reinventar na música. Para além de ser a sua forma de expressão, passou a ser a sua aliada e refúgio em alturas em que o mundo não é um lugar apetecível. Neste novo registo, em jeito de desabafo ou, até, de libertação, Rui Luís mostra outra faceta musical que lhe traz conforto e alento e, talvez, uma esperança de leveza e elevação da alma na simplicidade complexa que é a arrumação mental.

Sete faixas duras mas que não deixam um rastro negro e pesado. A harmonia que acompanha as letras cruas e despidas de tudo é bela e não tem o peso de uma melancolia densa e triste. Um disco de introspecção, a do Rui e a nossa que sabe bem a acompanhar um lusco fusco meio outonal e um copo de vinho pensativo.

retro expectativa foi tocado e gravado em casa. Saiu no passado dia 22 de Agosto e, ainda que em jeito de reflexão, é uma bela forma de celebrar a vida. Pode ser escutado aqui.

A arte, felizmente, da-nos liberdade de podermos abrir a alma e o coração e criar as melhores coisas. Que ela nos possibilite sempre de apreciar belas criações.

Biografia: 
Cantautor multi-instrumentista, nasceu em 1990. Durante o seu percurso académico formou o projecto Ângulos Mortos. Em 2014, após a sua viagem pelos territórios da geologia, inscreveu-se na Escola de Jazz Luiz Villas-Boas (Hot Clube de Portugal) onde estudou piano e voz sob a tutela de professores como Daniel Bernardes, Margarida Campelo, Joana Machado e Rita Maria. Tal experiência foi uma abertura de horizontes que o levou, desde então, a desenvolver repertório original a solo. Em Fevereiro de 2016, numa primeira abordagem, lançou canções no seu SoundCloud, entre as quais “Uma Valsinha”. Em 2017 publicou os EPs “Parte de Alguém” e “Encontrei (Live Sessions)” no Bandcamp. Em 2019 participou na primeira edição do concurso Smooth FM Jazz Contest com o tema original “Cabo do mundo” e os standards de jazz “Autumn Leaves” e “Misty”, tendo sido seleccionado como um dos 8 semi-finalistas. Em 2020 lançou o single “Gravidade da Situação” produzido pelo Music Forge em parceria com Where The Stars Shine.

Deixa um comentário