No passado dia 9 de Junho, os PALMIERS apresentaram “Medley MacCan”, primeiro single de antecipação do primeiro álbum, Homónimo, a sair no próximo dia 20 de Junho.

Sobre os PALMIERS:

Chegámos a Pequim. As luzes do aeroporto desaparecem no horizonte, entre os cardumes de casas que parecem ninguém, os postes da luz fardados de semente de outros destinos e os diferentes sinais de trânsito, que com outra cara significam o mesmo que os nossos. Uma hospedeira corre tresloucada pelo apeadeiro e grita pelo nosso nome, o que nos obriga virar a cara e a arrastar as malas enquanto ela nos transporta pelo braço até um voo incógnito. Já a bordo, descobrimos que o destino fica algures na América do Sul. A repousar nos assentos designados a viajantes espontâneos estão folhetos de uma banda – PALMIERS. Descem uns auscultadores de um compartimento acima das nossas cabeças, colocamo-los consoante as instruções, e somos transportados de continente em continente por uma música feita à medida da topografia que as nuvens ocultam. Fenómenos atmosféricos aparte, a música acompanha-nos até lugares exóticos que não estão presentes nos globos iluminados dos escritórios dos anos 70 e 80, como se um surfista de Honolulu se tivesse infiltrado numa banda de roqueiros com sincronia alemã e sangue latino. Ao aterrar, fica a memória de uma viagem que se deseja repetir, de espontaneidade e irreverência, preenchida por um exotismo com sabor a casa e uma energia de paisagem remota aqui, ao sabor dos dedos.

Embora este álbum homónimo marque a estreia em disco dos PALMIERS, este quarteto formado no Porto já tem experiência ao vivo em palcos relevantes como Casa da Música, ZigurFest, Museum Festum, Festival A Porta, entre outros. O rock é a base de onde Ricardo Prado (guitarra), Tito Sousa (bateria), Gabriel Costa (teclados e percussões) e José Silva (baixo) partem em exploração de universos como o krautrock, o tropicalismo, o progressivo e o dreampop.

O álbum tem edição marcada para 20 de Junho de 2020 e está a cargo da Saliva Diva. É o terceiro lançamento desta editora fonográfica que se pretende afirmar no underground de linguagem universal.

Composição:
Ricardo Prado – Guitarra
Gabriel Costa – Teclados e percussão
Tito Sousa – Bateria
José Silva – Baixo
Produção – Ricardo Cabral – Quarto Escuro 2017/2018 – Porto
Gravação e mistura – Ricardo Cabral
Mistura e master – Tiago Ralha
Artwork – Joana Carneiro
Agradecimento especial – Gonçalo Palmas,
Paulo Pereira,
Teatro Municipal do Porto,
Pedro dos Frangos,
Cervejaria Mirita C

Links:
https://salivadiva.bandcamp.com/
https://www.facebook.com/SalivaDiva
https://www.instagram.com/salivadiva.label/
https://www.facebook.com/palmiersofficial
saliva.diva.label@gmail.com

Deixa um comentário