Ficou disponível no dia 17 de Abril o novo disco de Stereoboy. Kung Fu pode ser ouvido em todas as plataformas online e adquirido através do bandcamp da editora O Cão da Garagem.

“Stereoboy é o projecto de um gajo.
Não.
Stereoboy é o projecto formado pelas ideias que, na cabeça de Luís Salgado, marcham a galope de um toque e de uma batida… de um zumbido aparentemente inofensivo e ramificado em selva bruta, que transforma o projecto de um gajo na estância “krautural” a que baptizou de Kung Fu.
Industrial como nos habituou, o novo disco de Stereoboy coloca (ainda) mais cimento numa betoneira estereofônica com resquícios de ‘ambient’, um ‘post-digital’ meio pingado e a pulsação de relógio leccionada pela escola alemã, resultando numa massa tão rija quanto marcial e capaz de edificar algo mais do que betão instrumental.

Kung Fu é um exemplo de disco, capaz de nos envolver num viaduto experimental e ainda assim mostrar-nos a pop ao fundo do túnel, numa viagem titilante que conta com as colaborações de João Pimenta na bateria e de José Marrucho nas percussões e ergue, em quatro músicas peregrinas, um monumento que transfigura a cada observação que nos merece.
Cada audição transcende a anterior como se o próprio disco corresse atrás da cauda ao ritmo do “motorik”, numa família de ruídos e casados que vamos conhecendo ao longo de trinta minutos e onde nenhum som foi parido ao acaso.
Ou, pelo menos, foi isso que um gajo vos acaba de contar.”
Luis Masquete

Fotografia capa – Celine Marie

Deixa um comentário