Em alturas como esta que vivemos atualmente, precisamos ainda mais de novos incentivos para encararmos tudo com uma nova perspetiva. Para nos apercebermos que, por exemplo, a música faz parte de nós em todos os momentos. Seja apenas a ouvi-la em casa, no carro, no trabalho ou em concertos ao vivo. Como de momento não podemos ter concertos ao vivo (pelo menos in loco), que tenhamos novos desafios em forma de rodela ou de formato digital. É aqui que entra o novo disco dos The Twist Connection, is that real?.

is that real? foi gravado em dois tempos distintos: no inverno e no verão. Cada um destes períodos de gravação foi singular: num deles os temas foram mais “cuidadosamente temperados”; num outro foram gravados em take direto com poucos overdubs. É desta dicotomia musical que vive is that real?


As gravações de verão, efetuadas no Serra Vista Studios, contaram com a produção do lendário guitarrista de Morrissey e David Bowie, Boz Boorer assim como de Raquel Ralha que dá a sua voz em três temas. Quanto às gravações de inverno, decorreram nos Black Sheep Studios apenas com os elementos da banda e os seus instrumentos.

O primeiro single de is that real? foi o tema Bring Me The Storm (com a participação de Raquel Ralha) e, o mais recente Fake. Ambos com airplay nas rádios nacionais.

is that real? já se encontra disponível em todas plataformas digitais desde o dia 27 de Março, data do seu lançamento.

The Twist Connection

Os The Twist Connection são compostos por Carlos “Kaló” Mendes (bateria e voz), Samuel SIlva (guitarra) e Sérgio Cardoso (baixo). Banda de Coimbra, tem nas suas raízes o rock n’ roll de outros tempos mas, sem nunca negar, novas influências, novas sonoridades.
Tanto nos discos editados até este momento (singles e álbuns) como nos concertos ao vivo (em Portugal e no estrangeiro), os The Twist Connection destacam-se dos demais por algo tão simples e importante como: a honestidade da sua música e uma fé inabalável no poder do rock’n’roll.

Deixa um comentário