Wim Mertens prepara-se para embarcar numa tournée mundial em 2020 com que assinalará os seus 40 anos de carreira, e que passará dia 29 de janeiro pela Casa da Música e dia 2 de fevereiro pelo CCB.

Inicialmente um musicólogo e produtor de rádio, Mertens estreou-se em 1980 com “For Amusement Only“, um trabalho eletrónico que usava exclusivamente sons de máquinas de flippers. Seguiram-se obras que depressa entrariam no seu role de celebrados clássicos, como “Struggle for Pleasure” (1983) e “Maximizing the Audience” (1984). Nas décadas seguintes, Wim Mertens refinou a sua linguagem, compôs para diversos instrumentos e ensembles e firmou o seu nome no panorama internacional com recitais regulares nas melhores salas do planeta, a solo, em pequenas formações e até com orquestras.

Para assinalar devidamente tão importante marca de carreira, Wim Mertens lançou em novembro o CD quádruplo “Inescapable“, que reunirá 61 composições, entre marcos do seu percurso de 40 anos, gravações ao vivo de alguns dos seus mais aplaudidos clássicos e peças inéditas.

Esse será o mote para a digressão mundial, um espetáculo especial em que pretende presentear os seus fãs com interpretações dos momentos mais apreciados da sua longa discografia. Portugal, claro, é um dos países que acolheu o compositor belga desde praticamente o início da sua carreira e o nosso público um dos que melhor o tem sabido acarinhar ao longo dos anos. O reencontro será, por isso mesmo, motivo de celebração. Inescapável.

+info Wim Mertens

Fotografia (capa) – J. Correia

Deixa um comentário