Desde o dia 11 de Outubro a Casa do Povo em Ovar está a receber a 4.ª edição do NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa. Concertos, debates, workshops e muito mais fazem parte da 4.ª edição do festival que tem como objectivo dar a conhecer as novas sonoridades e projectos da Música Portuguesa.

Tape Junk, The Teasers, Electric Man, :papercutz, Jóni Oliveira, Midnight Ambassador,The Twist Connection, Raquel Ralha & Pedro Renato, Tipo, The Walks e Caio são os nomes que fazem parte do alinhamento.

A 4.ª edição do NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa teve inicio a  11 de Outubro com o debate “A Rádio com passado tem futuro”, moderado por Carlos Nuno Granja com António Macedo e Teófilo Fernando. Apesar das constantes mudanças verificadas nos meios de comunicação social, a rádio tem sustentado a sua importância e tem conseguido adaptar-se ás novas correntes da globalização. Esta conferência com dois radialistas de grande qualidade, cujos trabalhos são reconhecidos no meio, foi o mote para um debate em torno do futuro da rádio no nosso país, com um olhar mais atento sobre a rádio local e sua importância na formação de públicos e na descoberta de talentos.

Pelo festival já passaram nomes como Tape Junk ( o projecto de João Correia), Electric Man, o projecto local de Jóni Oliveira:papercutz e continua no dia 18 de Outubro com “Os mais novos no NOVO”. Carlos Nuno Granja a partir das 16h30 recebe alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclos de escolaridade. As oficinas visam a integração dos mais novos no ambiente radiofónico nas suas diversas vertentes. A importância da voz está bem patente e os exercícios propostos vão ao encontro dessa evidência, a voz é uma ferramenta preponderante para a concretização dos programas. Entre entrevistas de improviso e leituras em voz alta, os mais novos vão ter oportunidade de ouvir a sua voz na rádio, num sistema divertido e interactivo. Um dia dedicado aos mais novos, que também terão a oportunidade de conhecer o estúdio de uma rádio por dentro.

Na segunda semana do festival, o dia 19 de Outubro abre pelas 22h com o projecto Raquel Ralha & Pedro Renato no Auditório da Casa do Povo. Juntos desde os tempos dos Belle Chase Hotel, Raquel Ralha & Pedro Renato prosseguiram caminho com Wraygunn, Azembla’s Quartet, Ellas e, mais recentemente, com Mancines. A convite do programa “Cover de Bruxelas” da RUC, juntaram-se como um duo, para gravar 3 “covers”, que não eram de Bruxelas mas sim os temas “Nerves” dos Bauhaus, “Peek-A-Boo” de Siouxsie and The Banshees e “Right Now” de Herbie Mann/Mel Tormé, temas que serviram como motor de arranque a “The Devil’s Choice, Vol. I”, o novo trabalho do projecto que Ovar vai conhecer dia 19 de Outubro.

A fechar a noite no dia 19 de Outubro, o palco do auditório da Casa do Povo recebe a banda de Coimbra The Twist Connection. The Twist Connection dispensam apresentações e depois da estreia em grande lançaram em Junho o seu segundo disco simplesmente intitulado “Twist Connection”. Após os concertos de apresentação do disco, a prioridade principal definida pela banda para o biénio 2018/2019 é tocar ao vivo, e o NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa, faz-lhes a vontade e abre as portas para quem quer dançar ao som de “Dancing in dark”.
A Raquel Ralha vai estar também em palco com a banda de Coimbra, agora que o projecto virou quarteto

Dia 20 de Outubro é o último dia do NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa. Ao final da tarde pelas 18h, o largo exterior da Casa do Povo vai receber Caio. Quando inventou a roda, a humanidade inventou também a viagem… A roda de Caio, que circula por estradas feitas de melodias folk e de poemas que só o coração entende. “Mundo Incerto” é o álbum novo de um novo talento, enorme em corpo jovem com apenas 20 anos e sem dúvida que merece toda a atenção no sábado, dia 20 de Outubro.

O Stand up merece igualmente destaque no NOVO. Dia 20 de Outubro, o Jovem Conservador de Direita estreia no NOVO o seu mais recente espectáculo, na sua vertente cultural. Um ano depois de terem tentado censurar a voz mais lúcida e inteligente de Portugal, o Doutor regressa com uma nova palestra – O Supremacista Cultural – onde explica e insere cultura nos cérebros dos cidadãos portugueses. Cultura é sinónimo de liberdade e o Doutor quer dar a liberdade às pessoas de pensarem como ele. Porque só assim serão verdadeiramente livres. No Largo exterior da Casa do Povo a partir das 21.30h.

A noite de 20 de Outubro segue a bom ritmo no largo exterior da Casa do Povo. Pelas 22.30h, Tipo dá-se a conhecer a solo. Tipo nasceu no remoto ano de 2015 quando Salvador Menezes, um Tipo dos You can’t Win Charlie Brown decidiu tirar uma semana e meia de férias da sua aborrecida rotina. Dessa semana e meia resultaram quatro músicas – umas mais completas que outras. Para não procrastinar ou desistir do projecto, decidiu nesse mesmo ano concorrer ao apoio fonográfico da GDA. Ganhou e o NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa, ganha um novo projecto que merecidamente está no NOVO.

A fechar a 4.ª edição do NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa, o auditório da Casa do Povo recebe a pré apresentação do novo disco dos The Walks. De Coimbra chegam os The Walks que regressam em 2018 com o disco “Opacity”. Ritmos ondulantes e dançáveis com uma forte presença de elementos de percussão, guitarras coloridas e uma voz hipnótica servem de pano de fundo a uma mensagem irónica, entre a utopia individual e a realidade que será apresentarem-se no NOVO dia 20 de Outubro para viver esta segunda parte da caminhada. Uma oportunidade única e em primeira mão para conhecer as novas canções.

De 11 a 20 de Outubro Ovar recebe o NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa. O NOVO é uma produção Rádio AVFM e Casa do Povo.

Fotografia (capa) – NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa

+info : NOVO – Mostra da Nova Música Portuguesa 

Deixa um comentário