Faltam menos de 20 dias para o início do 11.º BONS SONS e os horários de todos os concertos já estão disponíveis. Em Cem Soldos já está tudo a ser preparado para receber milhares de visitantes para uma viagem pela música portuguesa.

QUI — 11 AGOSTO

22:30 El Señor Campismo
23:30 Nuno Calado Campismo

SEX — 12 AGOSTO

14:30 Manel Ferreira Palco Carlos Paredes
15:30 Niki Moss Palco Giacometti-INATEL
16:30 Peixinhos da Horta MPAGDP
17:25 André Henriques Palco Zeca Afonso
18:40 Cancro Palco Giacometti-INATEL
19:40 Motherflutters Palco António Variações
20:40 Acácia Maior Palco Lopes-Graça
21:45 OMIRI Na Rua
23:00 Marta Ren Palco Lopes-Graça
00:15 Rita Vian Palco Zeca Afonso
01:15 GROGNation Palco António Variações
02:15 José Pinhal Post-Mortem Experience Palco Aguardela
03:15 DJ A Boy Named Sue Palco Aguardela

SÁB — 13 AGOSTO

14:30 Violeta Azevedo Palco Carlos Paredes
15:30 Bia Maria Palco Giacometti-INATEL
16:30 Emanuel & Toy Matos MPAGDP
17:25 Porbatuka Na Rua
18:25 Sunflowers Palco Giacometti-INATEL
19:25 David Bruno Palco António Variações
20:40 Cassete Pirata Palco Lopes-Graça
21:55 Aldina Duarte Palco Zeca Afonso
23:10 Cabrita Palco Lopes-Graça
00:25 Pluto Palco António Variações
01:40 Neon Soho Palco Aguardela
02:40 António Bandeiras Palco Aguardela

DOM — 14 AGOSTO

14:30 Fernando Mota Palco Carlos Paredes
15:35 A Garota Não Palco Giacometti-INATEL
16:40 João Francisco MPAGDP
17:35 Grupo de Gaitas da Golegã Na Rua
18:40 Fado Bicha Palco Giacometti-INATEL
19:45 Siricaia Palco Zeca Afonso
21:10 Terra Livre Palco Lopes-Graça
22:30 Rui Reininho Palco Zeca Afonso
23:50 Sebastião Antunes & Quadrilha Palco Lopes-Graça
01:10 CRIATURA & Coro dos Anjos Palco António Variações
02:25 DJ Kitten Palco Aguardela

SEG — 15 AGOSTO

14:30 PHOLE Palco Carlos Paredes
15:35 Tyroliro Palco Giacometti-INATEL
16:40 MaZela MPAGDP
17:40 Cantadeiras do Vale do Neiva Na Rua
18:45 Maria Reis Palco Giacometti-INATEL
19:50 André Júlio Turquesa Palco Zeca Afonso
21:15 5ª Punkada Palco António Variações
22:45 B Fachada Palco Zeca Afonso
00:05 Lena d’Água Palco Lopes-Graça
01:25 Bateu Matou Palco António Variações
02:25 RIVA e convidados Palco Aguardela

COMO CHEGAR

Maneiras de chegar a Cem Soldos não faltam.

Para quem vai de carro, o caminho é simples: basta seguir até Tomar ou Torres Novas e daí pela Estrada Nacional 349-3 até Cem Soldos (Madalena). No GPS, as coordenadas são: 39°35’10.8″ N 8°27’05.2″ W. O trajeto até ao festival é fácil e direto e existem 20 parques de estacionamento à volta do recinto do festival. De comboio, a estação a escolher é Tomar ou Paialvo, e de autocarro, Tomar.

O BONS SONS disponibiliza também um transfer, de hora em hora, entre Cem Soldos e Tomar (estação de comboios CP e estação de autocarros) e Paialvo (estação de comboios CP, Linha do Norte). Este serviço está disponível de 11 a 16 de agosto. De 12 a 15 de Agosto, circula das 10h às 4h15. Dia 11, das 10h às 22h e, no dia 16, das 10h às 16h00. O bilhete de ida e volta custa 1,50€.

ONDE FICAR

Acampar no BONS SONS é sempre uma das opções mais populares. Os que têm passe geral têm acesso gratuito ao campismo, que abre portas às 10h00, no dia 11 de agosto. Ainda há outra opção para quem prefere alugar tendas com todo o conforto: o Parque Life’s Work com tendas montadas e balneários, que requer reserva através do site do BONS SONS.
Mais informações: https://www.bonssons.pt/docs/2022/BS22-ONDEFICAR.pdf

Visitantes que se deslocam em caravanas têm ao seu dispor uma zona gratuita específica para o efeito, com casas de banho e pontos de água potável para dar apoio à estadia.

E, claro, para aqueles que procuram mais conforto nas suas visitas ao BONS SONS, existem hotéis, residenciais, quintas, estalagens e parques de campismo. O concelho de Tomar e toda a região do Médio Tejo têm unidades hoteleiras e turismo rural para todos os que querem mais hipóteses e alternativas e aproveitam para conhecer melhor a região.

No recinto, não esquecer a zona da restauração com os seus espaços amplos, onde existem opções de comida para todos os gostos: cozinha local, petiscos, produtos regionais, pratos vegetarianos e muito mais.

O QUE FAZER

O BONS SONS é composto por música e concertos com artistas de todo o país. A programação paralela, este ano, conta com espetáculos de artes performativas, sessões de cinema, teatro, conversas e debates, percursos sonoros pela aldeia e todo um espaço dedicado às famílias e crianças que passem pelo festival e queiram passar bons momentos com as atividades preparadas especificamente para elas.

Como sempre, é possível levar um pouco de Cem Soldos (e não só) para casa graças à Feira do BONS SONS, onde artistas, artesãos e alfarrabistas expõem e vendem todo o tipo de peças únicas. Claro que viver o festival também passa por conhecer e conviver com todos os habitantes e visitantes que fazem de Cem Soldos o local especial que é.

E, porque não há melhor forma de refrescar do que com mergulhos na água, é preciso mencionar que toda a área à volta do festival tem praias fluviais num raio de 20 quilómetros. Desde o Agroal, na nascente do Nabão, às praias do rio Zêzere, as escolhas são muitas. Uma oportunidade perfeita para descobrir as paisagens naturais que a região tem ao dispor.

ACESSIBILIDADE

O BONS SONS oferece um conjunto de serviços que visam melhorar a experiência de pessoas com mobilidade reduzida, pelo que, de ano para ano, o festival procura diminuir barreiras de forma a que todas as pessoas, sem exceções, possam viver a aldeia e tirar o máximo de partido do festival. Pessoas com mobilidade reduzida têm direito a bilhete gratuito para 1 acompanhante (mediante apresentação de atestado multiusos à entrada do festival), estacionamento prioritário junto à Entrada Escola, bem como casas de banho adaptadas.

No que diz respeito aos concertos, os palcos estão dotados de plataformas individualizadas ou de zonas de visibilidade privilegiada que permitem, às pessoas com mobilidade reduzida e que se movem em cadeiras de rodas, assistirem aos concertos no meio do público, mas de forma segura, vivendo o momento de forma mais intensa e sem terem de se separar de amigos.

Em termos de alojamento, a zona de glamping – Life’s Work – acomoda pessoas em cadeira de rodas (sujeito a reserva prévia), incluindo dormida gratuita para 1 acompanhante. Esta zona está equipada com casas de banho e balneários adaptados.

PULSEIRA CASHLESS

Nunca é demais relembrar que os bilhetes comprados para as edições de 2020 e 2021 são automaticamente válidos para este ano. Basta trocar por pulseira na altura do festival.

O BONS SONS continua a ser um festival cashless, ou seja, não é feito nenhum pagamento com dinheiro vivo ou cartões multibanco dentro do recinto do festival. Tudo acontece através de uma pulseira.

Ao chegar ao festival, os bilhetes são apresentados e trocados por uma pulseira RFID cashless. Carregam as suas pulseiras com o montante que desejam e, depois disso, é só comer, beber e dançar sem preocupações. Mais seguro e prático.
Caso não seja usado o valor todo que está dentro da pulseira, a devolução pode ser pedida nos pontos de carregamento até às 5h da manhã de cada dia do festival. Esse mesmo valor também pode ser deixado como donativo para o desenvolvimento de iniciativas sociais e culturais da aldeia de Cem Soldos. A aldeia e o BONS SONS agradecem!

BILHETES À VENDA NOS LOCAIS HABITUAIS

PASSE 4 DIAS dá acesso gratuito ao campismo
60€

BILHETE DIÁRIO
25€

Mais informações em https://www.bonssons.pt/

Fotografia (capa) – Luis Sousa

Deixa um comentário