Holly Herndon, compositora americana a viver em Berlim, tem acumulado excelentes críticas ao novo álbum – “Proto” – e às atuações ao vivo, e atua em Lisboa, no Grande Auditório da Culturgest, para apresentar este terceiro trabalho, dia 14 de novembro, às 21:00.

Em “Proto“, lançado em maio, e em palco, Holly Herndon conta com a participação das vozes de um coro berlinense e de Spawn, uma entidade de Inteligência Artificial (IA) nascida no seu computador, em colaboração com o seu colaborador de longa data, Mathew Dryhurst, e o especialista em IA, Jules LaPlace, numa fusão de vozes humanas com música eletrónica.

Proto” é visto como o trabalho tecnologicamente mais audaz de Holly Herndon, mas também, o mais humano. Apesar de, muitas vezes, a tecnologia ser vista como desumanizadora, para Holly, o seu trabalho está em contraste com essa ideia. “Não queremos fugir; estamos a correr nessa direção, mas segundo os nossos princípios, optando por trabalhar com um conjunto de seres humanos. Não quero viver num mundo em que os humanos são automatizados fora do palco. Quero um ser de IA criado para apreciar e interagir com toda essa beleza“.

Assim como o álbum anterior, “Platform“, onde Holly alertava sobre os impactos manipuladores e pessoais da redes sociais, em “Proto” há uma declaração eufórica, baseada em princípios que define o formato daquilo que está por vir. Fala-se sobre criação artística, corpo real e fictício, momentos em que nos confrontamos com dores de crescimento e dilemas. É aquilo que Holly designa como era do protocolo, onde emergem rapidamente batalhas ideológicas sobre o futuro da IA, protocolos de internet centralizados e descentralizados, protocolos pessoais e políticos e dilemas que nos obrigam a perguntarmo-nos quem somos, o que defendemos, para onde nos dirigimos.

O concerto de Lisboa marca o regresso de Holly Herndon ao nosso país, onde esteve pela última vez em 2015, e é a única data prevista para Portugal no âmbito da apresentação de “Proto“.

Os bilhetes para o concerto custam entre 8€ (com desconto) e 16€ e estão à venda na Culturgest, Rede Ticketline e online.

+info Holly Herndon

Fotografia (capa) – Holly Herndon

Deixa um comentário