Desta vez não vos trazemos uma review, uma sugestão ou uma notícia. O Nelson, o Bernardo e o Ash precisam da nossa e da vossa ajuda para chegar mais longe!

We Bless This Mess é um projecto inicialmente criado pelo multi-instrumentista e tatuador Nelson Graf Reis, movido pelas suas paixões e crenças. Influenciado pelo ambiente do punk rock e hardcore, WBTM segue a premissa de que “menos é mais” e procura espalhar uma mensagem de consciência positiva: “Nós só vivemos uma vez. Respiramos, estamos vivos. E essa é a maior dádiva, simples quanto isso”, acrescenta Nelson.

Uma viagem a Brasília, Brasil, em 2014, resultou na gravação do EP de estreia, Love and Thrive, em formato acústico. Logo nesse ano, somaram-se cerca de 50 concertos em Portugal e noutros países da Europa, consagrando o desejo de entregar este projecto à estrada e à procura de novas aventuras. WBTM continuou a crescer e a construir a sua própria identidade. Para tal, o ano de 2016 foi particularmente especial. A viver em Londres, Nelson e o seu irmão decidiram criar a sua própria editora independente, estabelecendo um perfil de DIY (Do It Yourself). Nasceu assim a Oh Lee Music, que colabora regularmente com artistas e compositores de todo o mundo, organizando também produções em Portugal e no Reino Unido. Nesse mesmo período, We Bless This Mess viajou também para vários festivais showcaseEurosonic Noorderslag, ReeperbahnSXSW e Indie Music Week (EUA), Live at Heart, Ment Ljubljana, Waves Vienna ou Europavox. Mais recentemente, marcou também presença em grandes festivais europeus como Sziget (Hungria)Punk Rock Holiday (Eslovénia).

O mais recente trabalho de estúdio, Awareness Songs and Side Stories, foi lançado em Setembro de 2018 e assinala um novo ciclo na vida do projecto. Este é o primeiro álbum gravado em formato banda, entre Londres e Portugal, que contou com uma tour de lançamento em oito países, incluindo o festival The Fest (Flórida, EUA) e uma digressão europeia, em Janeiro deste ano. A música de WBTM foi também apresentada em palcos partilhados com Frank Turner, Beans On Toas, State Champs, Ducking Punches, Tim Vantol, As It Is, Our Last Night ou ainda Sam Alone.

O projecto está prestes a levantar voo para um próximo álbum e, através de uma campanha de crowdfunding, poderá aterrar na Califórnia em Novembro!
O trio está pronto para voltar a estúdio, mas desta vez do outro lado do Atlântico – Califórnia, nos Estados Unidos da América. Para concretizarem o objectivo, o grupo lançou no passado dia 10 de Junho uma campanha de crowdfunding para angariar fundos de modo a cobrir as despesas de estúdio e produção do álbum.
Confiantes de que será o trabalho mais bem concebido até à data, WBTM apela à colaboração de todos aqueles que se identificam não só com a mensagem positiva das suas letras, mas sobretudo com a vontade de criar projectos artísticos de uma forma totalmente independente. “Juntem-se a esta comunidade de pessoas que acreditam que é possível sonhar e conquistar objectivos”, convida o grupo.

Este é também, acredita a banda, o percurso natural de uma história que começou em 2014. Decididos a levar a sua mensagem além fronteiras, We Bless This Mess prepara-se agora para pisar território americano e trazer de volta o novo álbum, que será lançado em 2020. A contribuição na campanha de crowdfunding poderá ser feita até ao dia 9 de Agosto e vai fazer toda a diferença para a concretização ou não deste desejo.

Podem ajudar aqui.

Fotografias – Tiago Oliveira

Deixa um comentário