Midori Takada vem a Portugal para três concertos em Novembro: dia 13, na Capela Imaculada do Seminário Menor, em Braga, dia 15, na Culturgest, em Lisboa, e dia 17, no Auditório de Espinho.

Midori Takada lançou, em 2017, o disco de estreia a solo, Through the Looking Glass. Esta obra magistral, editada originalmente em 1983, foi sendo recebida com ternura e comoção por um meio mundo forçado a ignorá-la durante 35 anos.

Durante esta eternidade, o disco tornou-se uma rara joia, perdida e reencontrada vezes sem conta, procurada insistentemente por coleccionadores que iam sucumbindo à sedução de uma obra demasiado importante para ficar remetida apenas às enciclopédias. Até porque esta música refaz a história que conhecemos da própria música japonesa, da percussão contemporânea, do minimalismo – também ocidental –, e de como olhamos para a origem de tudo, onde palpita o coração de África.

Midori Takada reviu tudo isto com a delicadeza de uma borboleta, compondo sem notação, obedecendo à sua intuição, pintando som numa tela do tamanho do mundo e da nossa espiritualidade. Com escassa discografia e uma vida refugiada em composições para teatro, chegou a hora de assumir todo o palco e de maravilhar com a sua visionária arte percussiva.

+info Culturgest

Fotografia (capa) – Persona non grata

Deixa um comentário