Faltam poucas semanas para o Super Bock em Stock em Novembro! Dar destaque àqueles que já são referências dentro de um cenário mais alternativo, enquanto se dá a conhecer outros nomes que garantem o futuro com as propostas mais arrojadas, é uma das apostas do festival.

As novas confirmações sublinham uma das suas imagens de marca, a aposta forte na boa música portuguesa. Manuel Fúria e  os Náufragos prometem conquistar o público do Coliseu dos Recreios com um espectáculo especial com a presença dos convidados Samuel Úria, Miguel Ângelo, Tomás Wallenstein, Márcia, Tomás Cruz e o trio instrumental Bispo. Também confirmados, estão os portugueses Beatriz Pessoa, Fogo-Fogo, Conjunto!Evite, Funkamente!, Hércules, Janeiro e os Prana a provar que a música nacional está bem forte em todas as frentes.

Em Fevereiro de 2017 Manuel Fúria e  os Náufragos apresentaram “Viva Fúria“, o segundo álbum da banda. Em ruptura com a ideia de ruptura pela ruptura, Fúria e os Náufragos varreram Portugal, de Faro às Flores, de Évora a Melgaço. Mais de um ano depois, “Viva Fúria” terminou, Manuel já trabalha há muito tempo no seu sucessor e agora é tempo de encerrar o ciclo deste disco, celebrando-o com cúmplices e amigos – Samuel Úria, Miguel Ângelo, o trio instrumental Bispo, Tomás Wallenstein ou Tomás Cruz.

A circunstância não poderia ser a mais apropriada – partilhar o Coliseu dos Recreios – Palco Super Bock com os amigos Capitão Fausto e Johnny Marr, o homem com quem Manuel Fúria e Tiago Brito (guitarrista dos Náufragos) “aprenderam tudo o que sabem sobre guitarras e grego antigo…” Em Novembro de 2018, o lema é: “MORRA FÚRIA, MORRA! PIM!“. Antes disso, no entanto, a festa de despedida faz-se no Super Bock em Stock !

Os media apostam em 2018 como o ano de Beatriz Pessoa e das suas canções de toada jazz e estrutura pop. Depois de um 2017 repleto de apresentações especiais, este é mesmo o momento, como escreveu o jornal Público, da “voz que a pop roubou ao jazz“.

Os Conjunto!Evite são José Deveza, Manuel Belo, Sebastião Santos, Fábio Neves e Vicente Santos. A banda nasceu da capacidade de sonhar que o Prog-Rock tinha pernas para andar e podia sair do armário sem cheirar a naftalina. Adeptos de cantigas longas e de fazer viajar quem os ouve.

É música pela música, uma espécie de fusão entre Pink Floyd e Death From Above, ELP e QOTSA, Yes e Mastodon, Camel e Tool, num caldeirão de influências que se insinua, mas nunca transborda e que faz ponto caramelo na palavra cantada de dois irmãos que só sabem harmonizar em português.

Os Fogo-Fogo assumem a mais primordial das missões: fazer dançar sem truques, atirando-se a funanás e a música de festa africana como se a década de 80 tivesse sido ontem. E a próxima celebração comandada por estes senhores já está marcada, este mês de Novembro, no Super Bock em Stock.

Com apenas 20 anos de idade, Janeiro apresentou o EP de estreia, “Janeiro“, gravado num estúdio improvisado em casa. O tempo passa rápido e o álbum de estreia já está aí. Mais profissional, “Fragmentos” representa os momentos que se unem na confusão das referências que invadem o quotidiano do músico. Um resumo da sua história de vida, para ficar a conhecer melhor no Super Bock em Stock.

O percurso dos Prana sempre foi fundamentado pela amizade e pela liberdade criativa, com poemas cantados em português e muita energia depositada em cada actuação ao vivo. As influências são muitas e variadas: do clássico ao jazz, de Deftones a Mamonas Assassinas, de Pink Floyd a Carlos Paião.

Com um quarto disco a caminho, os Prana apresentam-se no Super Bock em Stock , com novidades na bagagem.

Funkamente! é aquilo que apetece dizer quando Midnight e Bungahigh se juntam na cabine. Em conjunto acumulam muitas horas na pista e bastantes discos na colecção. O set é completamente back-to-back e esta batalha transforma-se numa colaboração que resulta em muita dança.

Os Hércules dedicam-se ao rock, inspirados por atmosferas mais psicadélicas, mas sem nunca esquecer a importância da palavra cantada. “Tarefas Modernas” é o disco de estreia, editado em 2018, e que nos oferece 8 desabafos em formato de canção.

Já se sabe que não é fácil viver na modernidade, mas o rock dá uma ajuda. E vai encher o Super Bock Bus, noSuper Bock em Stock .

As novidades juntam-se a Public Access T.V.,Lo-Fang, SOAK, Alta Ave Band, Zé Vito. Os Public Access T.V. foram criados por John Eatherly em 2014 e logo ganharam a atenção do público e da crítica, principalmente depois do NME lhes ter conferido o título de “New York’s Hottest New Band”, assim que a banda lançou a primeira canção na plataforma Soundcloud. O apoio de outras bandas também não tardou e chegaram os convites para actuar junto de nomes como The Killers, Weezer, Pixies ou Kings of Leon. O disco de estreia, “Never Enough“, foi editado em 2016. O entusiasmo não parou e este registo integrou mesmo algumas listas de melhores discos desse ano.

Em 2018, chegou mais um disco. “Street Safari” conta com a produção de Patrick Wimberly (MGMT, Chairlift, Beyoncé). Há mais novidades para ficar a conhecer em breve, também em Portugal, no Super Bock em Stock.

Lo-Fang é, certamente, um dos artistas mais originais do momento. Aos cinco anos, foi apresentado ao violino e aprendeu entretanto a tocar vários outros instrumentos, dentro de uma formação musical mais erudita. A fama chegou quando deu música a uma publicidade da Chanel, interpretando “You’re The One That I Want” do filme “Grease“.

O disco de estreia foi lançado em 2014. “Blue Film“mostra todo o talento de Lo-Fang, juntando géneros, elementos da música erudita, da música electrónica, R&B e até pop. Com este disco, Lo-Fang procurou fazer uma espécie de síntese entre masculino e feminino, trabalhando essa tensão em cada uma das músicas.”Near Other Worlds” é o nome do próximo álbum e o concerto do Super Bock em Stock é a oportunidade ideal para conhecer estas novas canções.

Bridie Monds-Watson é SOAK para o mundo da música. Com apenas 17 anos já era uma estrela em ascensão no país, com o mundo ao virar da esquina. A escola ficou para trás e concentrou as suas forças numa promissora carreira musical. Até agora, essa foi a escolha certa. O jornal The Guardian descreveu a sua música como um retrato vivo do pensamento adolescente.

Num registo muito cru, e inspirado por nomes com Cat Power ou Joni Mitchel, SOAK dá voz às suas próprias angústias e inquietações, o que acaba por espelhar o coração de milhares de outros jovens da sua idade. “Before We Forgot How to Dream“, o disco de estreia, viu a luz do dia em 2015. Folk, alternativo, como a própria descreve, o estilo de SOAK promete conquistar o público português – e traz novidades na bagagem!

Alta Ave Band é uma banda pop californiana. A banda foi formada pelo vocalista David Bilson em 2017, depois do sucesso alcançado com o seu projecto anterior, os High Octane LA. A voz de David tem força, mas também uma certa vulnerabilidade, características que são adornadas por elementos orgânicos e electrónicos, sintetizadores modernos e guitarras que nunca perdem um apelo pop. No fim de qualquer concerto, o público não consegue tirar estas belíssimas canções da cabeça, enquanto espera por mais alguma novidade dos Alta Ave – e também vai ser assim, no Super Bock em Stock.

O guitarrista, cantor e compositor brasileiro Zé Vito tem três discos editados até à data. No momento, prepara-se para lançar o quarto registo: “Além Mar“. Mas recuemos alguns anos. “Já Carregou“, o disco de estreia, ganhou notoriedade ao ser premiado como o melhor álbum independente de 2014 pela Editora/Livraria Saraiva Brasil.

Os discos seguintes, “Pode Ser” e “Espelho“, consolidaram o seu estilo de composição, com uma fusão de estilos bem diferentes, e uma produção à altura dessa aventura. Zé Vito é também o fundador dos Abayomy Afrobeat Orquestra, a primeira banda de afrobeat do Brasil, e é mais um dos nomes que promete deixar a sua marca em Lisboa, no Super Bock em Stock.

Os Mansionair explicam em comunicado oficial que terão de cancelar as datas de Novembro da digressão europeia, onde se incluía o concerto no Super Bock em Stock. Diz a banda australiana que está a trabalhar em algo que requer uma pausa da estrada e esperam estar de volta para o ano com novidades que compensem esta ausência:

To our dear UK & European friends,
We regret to inform you that we have had to postpone our November 2018 tour to some time in 2019. This year has been a really exciting year for us and we have been preparing something that requires some time off the road which we hope will make up for our absence. We hope to see you very soon in the new year.
With love
Mansionair. x

Já confirmados estão: Anabela AyaAlta Ave Band , April Marmara, Bejaflor, Birds Are IndieCapitão Fausto, Cassete Pirata, Cavalheiro, Charles Watson, Conan Osiris, Conner Youngblood, David Bruno, Dino D’Santiago, Dream WifeElisa Rodrigues, Elvis Perkins, Éme, Holly Miranda, IAN, IguanasJohnny Marr, Jungle, Lena d’Água e Primeira Dama com a Banda Xita, Lo-Fang, Lola Marsh, Masego, Manuel Fúria e  os NáufragosNakhane, Natalie Prass, Paraguaii, Public Access T.V., Rejjie Snow, SOAK, Still CornersThe Harpoonist and The Axe MurdererThe Saxophones,Tim Bernardes, U.S. GirlsZé VitoManuel Fúria e  os Náufragos , Beatriz Pessoa, Fogo-Fogo, Conjunto!Evite, Funkamente!, Hércules, Janeiro e os Prana.

O bilhete único válido para os dois dias do Festival encontra-se à venda nos locais habituais, pelo preço de 45€, passando a 50€ nos dias do Festival.

+info Super Bock em Stock

Fotografia (capa) – Super Bock em Stock

Deixa um comentário