O EDPCoolJazz’18 é um festival que já nos habituou ao longo dos últimos anos a convivermos de perto com alguns dos artistas que mais admiramos. É inegável a envolvência criada quer pelo próprio cenário onde acontecem os concertos, quer pela distância que separa os artistas do público. Tendo nascido em Cascais, com as suas primeiras edições no Hipódromo Manuel Possolo ainda como Cool Jazz Fest, passou também por Mafra há alguns anos, tendo-se fixado em Oeiras (Jardins do Marquês de Pombal e Estádio Municipal de Oeiras) até à edição de 2017. Pode-se dizer que em 2018 voltou a casa, Cascais, mais precisamente ao Parque Marechal Carmona e ao Hipódromo Manuel Possolo, não perdendo o carisma e a envolvência público/artista que falamos.

 

Ontem foi o dia em que arrancou a série de sete noites de concertos EDPCoolJazz, e dizemos nós, da melhor forma. Ao pôr do Sol acompanhámos a talentosa trompetista Jessica Pina e a sua banda bem no centro do Parque Marechal Carmona, que era também local de descontraído convívio entre todos os festivaleiros.

20180711 - Concerto - David Byrne + Sara Tavares - EDPCoolJazz'18 @ Hipódromo Manuel Possolo (Cascais)

Terminado o primeiro concerto do dia, passávamos em definitivo para o Hipódromo onde iria continuar a música para o resto da noite. Sara Tavares foi quem abriu o palco maior em Cascais, e da melhor forma. O seu calor e simpatia que há tantos anos conquistou Portugal voltou a estar presente para aquecer um Julho que parece teimar em não “voltar de férias”.

 

Finalmente, o momento mais aguardado do primeiro dia de festival, e muito provalvelmente, apesar da excelente oferta que o cartaz EDPCoolJazz’18 nos propõe, também um dos artistas mais aguardados de todos os concertos EDPCoolJazz. David Byrne, conhecido e carismático vocalista dos entretanto extintos Talking Heads, era na realidade por quem todos esperavam ontem em Cascais. Prestes a terminar a tour europeia de American Utopia – terá ainda uma última data em Trieste (Italia) no dia 21 de Julho, mais parecia estar a iniciar a tour de tal a forma e disposição com que se apresentou em palco.

20180711 - Concerto - David Byrne + Sara Tavares - EDPCoolJazz'18 @ Hipódromo Manuel Possolo (Cascais)

Entrando em palco sozinho para “Here” em que segurava um cérebro e nos dizia que naquele cérebro existiria muita confusão e muitas questões por resolver, dirigindo-se eventualmente a tudo o que se tem politicamente acontecido no Mundo e em particular no seu país, este seria o mote da noite. Feita a introdução, entravam em palco para não mais sair todos os músicos que têm acompanhado David Byrne na sua tour, num espetáculo que seria muito mais do que um concerto. Perfeitamente encenado e coordenado, eram cerca de onze músicos que David fez a determinada altura questão de reforçar que “tocavam em tempo real, sem recurso a samples gravados”. Para quem ainda duvidava, provou ontem David Byrne que é simultâneamente um músico de recursos quase inesgotáveis onde a dança e o teatro também fazem parte, ou não estivesse o palco revestido de cortinas como que se de palco de teatro se tratasse.

20180711 - Concerto - David Byrne + Sara Tavares - EDPCoolJazz'18 @ Hipódromo Manuel Possolo (Cascais)

Da disposição em cadeiras afastadas a uma pacífica “invasão” do público para junto do palco, foi um instante. Apesar de sempre muito interventivos, os temas de David Byrne são festa e convidam a dançar. Mais do que justificado, o público tratou de encurtar essa distância. Para além de apresentar o álbum “American Utopia” editado em Março deste ano, trabalho que tem sido até, de certa forma, desprezado pela maioria da critica, a tour tem servido também para trazer de novo a palco alguns dos temas mais conhecidos de Talking Heads como “Once In A Lifetime”, “This Must Be The Place” ou “Burning Down The House” entre outros dos 21 temas tocados ontem em Cascais. “Everybodys Comming to My House”, tema de apresentação do novo trabalho, também não faltou, tendo a noite fechado com uma versão de “Hell You Talmbout” (Janelle Monáe) em grande delírio por todos os que testemunharam um regresso em grande do “Senhor Talking Heads” a Portugal.

 

Texto – Carla Santos
Fotografia – Luis Sousa
Evento – EDPCoolJazz’18