Costumam dizer que 7 é um número mágico. Esperamos que essa magia ajude a embelezar ainda mais o tão acarinhado BB Blues Fest nesta sua sétima edição de blues para todos.
São 4 dias de encanto, deleite auditivo e conforto de alma que a Baixa da Banheira nos proporciona entre o dia 31 de Maio e o dia 3 de Junho no Fórum Cultural José Manuel Figueiredo e no Parque José Afonso.

Dia 31, o festival começa no Café Concerto com entrada livre e em espanhol. Tòfol Martinez regressa ao BBB Fest acompanhado do baixista Hugo Ganhão. Com uma voz meio rouca e sedutora, traz consigo os mais variados êxitos que compõem a sua carreira tanto a solo como em banda. 

Dia 1 de Junho, o Auditório já é o ponto de chegada e às 21h30 começa um cantautor e compositor britânico de nome Ian Siegal. Pela segunda vez no festival, Ian vem a solo e promete fazer jus ao reconhecimento que tem nos Estados Unidos e na Inglaterra. Trata-se de um blues que abraça o folk e nos acalma a alma!

Pelas 23h, a harmónica vai completar a atmosfera e fazer-nos bater o pé. John Nemeth estreia-se em Portugal com a sua banda e uma vaga de ritmo blues e soul, prometendo encerrar a noite de forma brilhante.

Ao terceiro dia de festival, pelas 21h30, o auditório recebe Frankie Chavez com o seu folk-rock com linhas suaves de blues. Vai trazer um concerto acústico onde promete presentear o público com surpresas.

De seguida uma diva do blues. Diunna Greenleaf, uma das vozes mais carismáticas do blues texano e da música negra americana, vai embelezar a noite de sábado, proporcionando um concerto apaixonante e extremamente envolvente.

O último dia de festival começa cedo e acontece no Parque José Afonso e faz-se em português. Trata-se do famoso Blues Picnic e começa às 15h com Hokum Blues. Revisitando Hendrix, Gary Clark Jr. ou Stevie Ray Vaughan, abordam ironicamente temas sexuais em formato blues.

https://www.facebook.com/HokumBlues/videos/1846615415639080/

Pelas 16h, sobem ao palco The Smokestackers. O duo amante do blues, traz canções de encantar e guitarras acústicas.

Os seguintes são os Them Sacks’A Potatoes. De criação recente, a banda de Sara Badalo e Fast Eddie Nelson, entre outros recriam o blues com um encanto especial.

Para terminar, a energia carismática dos The Ramblers. Com mais de 10 anos de carreira, já fizeram primeiras partes de carismáticos nomes do blues e estão a trabalhar num novo álbum. Para fechar em beleza este dia e este festival!

https://www.facebook.com/theramblersofficial/videos/10153884041819171/

O dia 31 de Maio e o dia 3 de Junho são de entrada livre e o custo do bilhete do dia 1 e 2 é de 10€ por dia. Mais informações, aqui.

Fotografia (capa) – Luis Sousa
Texto – Eliana Berto