Sexta-feira, mais uma semana a chegar ao fim, mas não sem antes se ver cumprir a promessa de uma boa noite de rock no Musicbox Lisboa. A sala que nos tem habituado à presença de excelentes bandas emergentes portuguesas, presenteou-nos uma vez mais com programação de qualidade: Evols e Keep Razors Sharp.

Coube aos primeiros abrir as hostes, numa noite que aqueceu em tom crescente. Com três guitarras, um baixo e uma bateria, o quinteto vila-condense fez-se ouvir em bom tom e bom som, navegando por diversas sonoridades – umas mais ritmadas, outras mais etéreas, sempre com um laivo de psicadelismo latente – apresentando assim o seu segundo disco, II. Usando e abusando das distorções, a viagem fez-se na companhia de projecções visuais e de uma energia transbordante por parte dos elementos da banda. Não houve muitas variações no entusiasmo, mas o concerto levou-os a bom porto.

Seguiram-se os Keep Razors Sharp, banda que lançou há dois anos o seu primeiro disco homónimo, do qual agora se despediram. Mais uma vez, mostraram que não há sítio onde pertençam mais do que em palco. Não são estreantes, muito menos inexperientes – afinal os seus elementos pertencem/pertenceram a bandas como Riding Pânico, The Poppers, Sean Riley & The Slowriders, Pernas de Alicate ou Capitão Fantasma – mas tendo em conta que o quarteto compôs apenas um disco, a forma como o defendem ao vivo não deixa margem para que se duvide de que estamos perante uma das melhores formações de rock portuguesas.

Penso que noutra reportagem já o disse, e tenho que voltar a reforçar, que a cumplicidade e a paixão que se faz sentir em palco é determinante para a forma como depois influenciam o público. Eles estão lá por eles e para eles, mas também para quem os ouve e os apoia. E esse reconhecimento foi feito mais do que uma vez. A boa disposição reinou durante todo o concerto, que teve direito a um pequeno streap tease do BB, e entre bateria pujante, baixo sonante e duas guitarras que tanto se complementam como se defrontam, a noite terminou em êxtase com um encore sedutor – a cover de Kylie Minogue, Can’t Get You Out Of My Head. Não podia haver melhor despedida deste disco e brevemente a banda irá regressar ao estúdio para nos presentear com material novo.

Texto – Sofia Teixeira
Fotografia – Nuno Cruz