A quinta edição do festival Infected Fest começa já esta sexta-feira, dia 4 de Novembro, prolongando-se pelos dias 5 e 6 no Popular Alvalade, em Lisboa.

Estes três dias enchem-se de rock n’ roll nas suas mais variadas vertentes, repletos de intensidade e qualidade musical, assim como de boas energias e zero motivos para ficar em casa.

As festividades arrancam com os jovens promissores do punk-rock setubalense, To All My Friends, seguidos de We Bless This Mess, projeto em grande ascensão de Nelson Graf Reis que regressa a Lisboa em formato banda prometendo um alinhamento especial para esta noite. Not On Tour, um dos maiores focos desta quinta edição, são uma estreia absoluta em Portugal numa data única inserida na sua digressão ibérica. Este trio de Israel (Tel-Aviv), considerados por muitos uma das novas belas promessas do Punk-Rock europeu, conta já com passagens triunfantes pelos palcos principais de alguns grandes festivais do género como o Groezrock (Bélgica) ou o Punk Rock Holiday (Eslovénia). A encerrar este primeiro dia, os Viralata regressam aos concertos na capital para entoar, bem alto, os clássicos “Ivone”, “Estamos Juntos” ou “Carocho”.

Sábado, dia 5, arranca em força com The Ramblers (banda que teve a honra de partilhar o mesmo palco que B.B. King), seguidos do duo Correia, banda dos irmãos Poli e Mike, ambos com um longo historial em bandas como Devil In Me, Sam Alone & The Gravediggers ou Men Eater. Este projeto já conta com passagens por festivais nacionais como o Sonic Blast, o Vagos Metal Fest ou o Reverence Valada. Fitacola sobe a palco no seu regresso a Lisboa, grupo que conta já com 13 anos de atividade e muita estrada no currículo. A encerrar este segundo dia, os Miss Lava impõe respeito: três discos, tours pelo Reino Unido, Espanha e Alemanha, assim como atuações nos principais festivais portugueses como o SBSR e o RiR.

O último dia do festival arranca às 16h e começa ao som do hip-hop de GAEA. Com dois EP’s lançados e com uma forte veia ideológica, Miguel Nómada não irá deixar ninguém indiferente. Com membros de For The Glory, Day Of The Dead e Twenty Inch Burial, os Somber Rites resultam da fusão de quatro amigos que se unem em torno de uma paixão comum: o Hardcore. Segue-se Shape, formados em 2009 e com temas de cortar a respiração e melodias de peso, numa intensidade de performance bem elevada. Não ficando nada atrás, os PUSH trazem com eles o ainda recente trabalho “This Is Cruel, This Is Life” com uma sonoridade bem caraterística. O encerramento das festividades fica a cargo dos F.P.M, grupo com um ano repleto a nível de concertos e que irá jogar em casa, na sua casa, o bairro de Alvalade.

Entrada: 10€/dia ou 22€ passe 3 dias.

infected-fest-v-cartaz-1024

O Música em DX é parceiro oficial Infected Fest V.

+info em www.facebook.com/infectedfest.pt | festival@infectedrecords.pt