Nasceu A MARGEM, colectivo de jovens que acreditam numa Torres Vedras cultural

À semelhança de outras relevantes cidades europeias – como Lisboa, Porto, Barcelona, Londres ou Berlim – é nos circuitos menos perceptíveis que nascem e crescem muitos dos atuais criativos e criadores. Em espaços frequentados por públicos à margem dos grandes movimentos culturais, cativados pela cultura alternativa e/ou underground, assiste-se ao desencadear dos diversos novos tipos de intervenção artística. Meios em que prevalece o princípio “menos é mais”. Onde a necessidade leva ao engenho.

Para tal, surge como mote uma programação musical jovem e emergente a acontecer num espaço desprendido, que visa cativar a atenção dos públicos do concelho de Torres Vedras e, também, dos concelhos limítrofes. Só assim, será possível gerar uma massa crítica e um panorama torriense de referência como tem vindo a acontecer em cidades como Évora, Coimbra, Braga, Barcelos, entre outras.

A programação será dividida num ciclo de concertos, assentes na qualidade e pertinência, procurando evitar a “fatiga” dos públicos. Com datas especificamente escolhidas para evitar os grandes momentos da cidade e os respectivos períodos de repouso, idealizámos – para uma primeira fase – o período entre Maio e Junho.

Uma vez que pretendemos abranger uma diversidade de propostas, o espaço a ser utilizado deverá ser versátil e desprendido. Um espaço que se quer aliciante para os jovens e jovens adultos da cidade.

Um espaço que dialogue com a comunidade à qual nos dirigimos.

ONDE?

Antigo Refeitório da Casa Hipólito (futuro Museu Joaquim Agostinho).
Por detrás do AKI em Torres Vedras.

QUEM?

20 MAIO | CAPITÃO FAUSTO


04 JUNHO | B FACHADA + ÉME


25 JUNHO | A ANUNCIAR

Com o apoio de
CM Torres Vedras | Antena 3 | Musica Em DX | Torres Vedras Web | Águas Vimeiro | Kontraproduções | A3 Artes Gráficas

+info em https://www.facebook.com/margemtvd